Netanyahu vence por pouco mas com margem para formar governo

PorExpresso das Ilhas,10 abr 2019 8:32

Netanyahu
Netanyahu

Foram renhidas até ao fim, as eleições em Israel. De acordo com o escrutínio provisório, Netanyahu venceu-as, mas por margem mínima, embora suficiente para formar governo, atendendo ao apoio dos partidos do centro-direita.

Contados os votos, Netanyahu terá levado a melhor sobre o seu principal opositor, Benny Gantz, do partido Azul e Branco.

Dados do comité central de eleições, com 97% dos votos contados, indicam que o Likud venceu com 26,47% dos votos, contra 26,11% de votos alcançados pelo partido Azul e Branco. Isto poderá significar um empate no número de deputados, 35 (mais cinco para o Likud do que na anterior legislatura), entre as duas formações. Às urnas deslocaram-se 4.016.310 eleitores, 67% da população.

Segundo o jornal Haaretz, os ultra-ortodoxos Shas e United Torah Judaism têm oito deputados cada; o Yisrael Beiteinu e a União dos Partidos da Direita têm cinco cada; e o Kulanu, do antigo ministro das Finanças Moshe Kahlon, tem quatro. No total, as formações do centro-direita têm 65 deputados, incluindo o parlamentares do Likud, o que será suficiente para formar governo.

No centro-esquerda, o Partido Trabalhista e o Hadash-Ta'al, de maioria árabe, têm seis deputados cada; e o Meretz e o Balad têm quatro deputados cada. Somando tudo, com os 35 deputados da Aliança Azul e Branca, o bloco do centro-esquerda tem 55 lugares no Knesset.

“É uma vitória colossal”, disse Netanyahu aos seus apoiantes num discurso, ao fim da noite de terça-feira, na sede do Likud.

O novo governo israelita apenas deverá entrar em funções dentro de várias semanas. Confirmando-se este cenário, Netanyahu ficará na História como o primeiro-ministro israelita que mais tempo ficou no cargo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,10 abr 2019 8:32

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  17 nov 2019 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.