Cabo Verde adere à Aliança para a Descarbonização dos Transportes

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,17 abr 2019 7:56

​Cabo Verde vai aderir à Aliança para a Descarbonização dos Transportes, medida aprovada em Conselho de Ministros no âmbito Resolução da Carta de Política para a Mobilidade Eléctrica.

Informação avançada na página oficial do Governo, que avança que Cabo Verde se vai tornar o primeiro país do continente africano a aderir à Aliança para a Descarbonização dos Transportes(TDA), aliança global de países, cidades e empresas, lançada em Maio de 2018, na Alemanha, por iniciativa de Portugal, França, Holanda e Costa Rica.

A adesão irá permitir dar maior visibilidade aos objectivos de Cabo Verde, mobilizar parcerias para a implementação da mobilidade eléctrica e, ao mesmo tempo, reduzir as emissões de gases com efeito de estufa nos transportes, bem como a divulgação e partilha de experiências nesta matéria.

O obejctivo da aliança é promover a descarbonização dos sistemas de mobilidade e transportes, e acelerar as acções necessárias para atingir a neutralidade carbónica.

A TDA está presente nas principais cimeiras do clima advogando a aceleração da descarbonização dos transportes, projectando a ideia de que a descarbonização é tecnicamente exequível, economicamente viável e traz benefícios sociais e ambientais amplos.

A Carta de Política para a Mobilidade Eléctrica é uma resolução integrada no Programa Nacional para a Sustentabilidade Energética (PNSE) 2017-2021, aprovada em Conselho de Ministros, com o objectivo de estabelecer a visão estratégica e as medidas a adoptar no sentido de promover e acelerar a transição para a utilização de veículos eléctricos no País, em substituição dos veículos térmicos movidos a combustíveis fósseis.

A cerimónia de adesão de Cabo Verde à referida aliança terá lugar nesta quarta-feira e será presidida pelo ministro da Indústria Comércio e Energia, Alexandre Dias Monteiro.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,17 abr 2019 7:56

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  17 abr 2019 15:05

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.