Afrobasket’2019. Selecção feminina em treinos para o jogo de apuramento com a Guiné Conacri

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,12 mai 2019 8:42

A selecção cabo-verdiana de basquetebol feminina encontra-se este Domingo em concentração para preparar-se para os jogos agendados para os dias 17 e 19 em que enfrentam a Guiné Conacri. O embate vale a qualificação para o Women AfroBasket’2019.

Em conferência de imprensa realizada Sábado no pavilhão desportivo “Vává Duarte, o treinador da selecção feminina, António “Zola” Moreira, fez-se acompanhar do presidente da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol, com algumas das convocadas a marcarem também presença.

Diz a Inforpress que, conforme o seleccionador, os trabalhos de preparação começam já este Domingo e que na segunda-feira o mesmo já deverá poder contar com o plantel quase completo – pelo menos 10 das 12 convocadas – para treinos diários, em doi períodos.

Determinada a conseguir o apuramento frente à selecção nacional da Guiné Conacri, a equipa está expectante quanto aos dois jogos que tem pela frente.

“Zola”, que reside nos EUA, já vem treinando nos últimos meses parte das suas convocadas que também vivem nesse país.

Das atletas seleccionadas, duas residem em Cabo Verde. Aylin Pires e Juvelina Bento não apresentam, segundo o seleccionador, quaisquer problemas de adaptação, sendo ambas jogadoras internacionais, “habituadas a representar o país desde 2013, e que inclusive militam no mesmo clube”, o que Zola encara como vantagem.

“Quanto à equipa adversária, afirmou que tem vindo a estudar a forma de actuar da selecção da Guiné Conacri e que está focado em ganhar a eliminatória para que Cabo Verde possa estar presente em Agosto na fase final do CAN, enquanto um dos três representantes da Zona II, isto é, ao lado do Senegal e Mali, equipas já qualificadas”, escreve a Inforpress.

O técnico da equipe feminina de basquetebol descreve a equipe adversária como dificil mas mostra-se determinado a trabalhar para a eliminar e fazer a selecção cabo-verdiana, que vive um “novo ciclo”, apurar-se.

A equipa cabo-verdiana quer o apoio dos adeptos, particularmente da classe feminina, nos dois jogos que tem pela frente.

A fase final do Afrobasket realiza-se em finais de Agosto, num país ainda a ser determinado pela FIBA África.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,12 mai 2019 8:42

Editado porChissana Magalhães  em  13 dez 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.