​Arguidos brasileiros da “Operação Zorro” já estão no Brasil

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,14 fev 2019 8:37

1

Velejadores  já no Brasil
Velejadores já no Brasil(Facebook)

Os três brasileiros, arguidos da “Operação Zorro”, já estão no Brasil. Daniel Guerra, Rodrigo Dantas e Daniel Dantas chegaram à terra natal esta madrugada, após a decisão do Tribunal da Comarca de São Vicente, de 7 de Fevereiro, que mudou a medida de coacção de prisão preventiva para termo de identidade e residência, sem proibição de saída do país.

Tanto os brasileiros como o cidadão francês, Olivier Thomas, foram condenados, em primeira instância, a 29 de Março de 2018 a penas de 10 anos de prisão por tráfico de droga em co-autoria, em julgamento que será parcialmente repetido, por decisão do Tribunal da Relação.

Esgotado o prazo de prisão preventiva, a medida de coacção foi revista para termo de identidade e residência e, porque a mesma não é acompanhada por nenhuma outra, como impedimento de saída do país, os arguidos vão aguardar os trâmites processuais na sua terra natal.

Num vídeo publicado na sua página de Facebook, na noite desta quarta-feira, por João Dantas, pai de Rodrigo Dantas, quando já se encontravam na sala de embarque do Aeroporto do Sal, os dois manifestaram a sua emoção.

“Estamos aqui já na área de embarque e dentro de pelo menos duas horas embarcaremos para a nossa maravilhosa Salvador. É muita alegria, muita emoção, eu estou muito feliz de ter o Rodrigo do meu lado dentro de um avião e irmos para casa. Graças a Deus deu tudo certo e estamos a ir para casa”, disse João Dantas.

“Estou muito feliz. Obrigado a todos os amigos que apoiaram, toda a minha família", avançou Rodrigo Dantas.

Augusta Barnuevo

Aeeeeeeeeeee🙏🙏🙏🙏🙏🎉🎉🎉🎉

Horas mais tarde, também no Facebook, João Dantas partilhou um vídeo da recepção que tiveram à chegada ao Brasil.

A mudança na medida de coacção, conhecida a 7 de Fevereiro, surgiu semanas após o despacho do Tribunal da Relação do Barlavento que, a 15 de Janeiro, anulou parte do julgamento e ordenou a devolução do processo ao Tribunal da Comarca de São Vicente, por ter sido recusada a audição de testemunhas arroladas pela defesa de Rodrigo Dantas.

Os arguidos aguardam o recomeço do julgamento e a decisão do juiz Antero Tavares, titular do processo, sugere que o magistrado acredita no regresso voluntário dos arguidos, aquando do reinício das sessões.

Os três brasileiros - Daniel Guerra, Rodrigo Dantas e Daniel Dantas - e o cidadão francês - Olivier Thomas – foram condenados, a 29 de Março de 2018, a penas de dez anos de prisão, considerados culpados pelo crime de tráfico de droga em co-autoria.

O caso remonta a 23 de Agosto de 2017, quando a Polícia Judiciária efectuou uma busca ao veleiro de nome Rich Harvest, proveniente de Natal, Brasil, tendo encontrado 1.157 quilos de cocaína escondidos no casco do barco. O barco teria como destino a Madeira, Portugal, mas alegadamente devido a avaria, teve que parar em Cabo Verde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,14 fev 2019 8:37

Editado porFretson Rocha  em  5 nov 2019 23:21

1

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.