Atelier Mar: Alternativa reabre no Mindelo

PorExpresso das Ilhas,26 jan 2013 21:56

No dia em que a Organi­zação Não Governamental Atelier Mar celebrou 34 anos de existência, a 15 e Janeiro, foi reaberta a galeria Alterna­tiva. Um local que segundo Leão Lopes, conquistou o seu espaço na sociedade minde­lense.

 

“Para a nossa geração aqui em São Vicente, a Alternativa foi sempre um espaço marcan­te e por isso temos dificuldade em encerra-la. Sempre que a fechamos sentimos saudades e reabrimos às portas de novo”, explicou no acto de inaugura­ção.

“Aquilo que fazíamos há 20 anos não temos a necessidade de o fazer agora, porque há ou­tros grupos e outras iniciativas que criaram outros espaços”, entende Leão Lopes, também responsável do Atelier Mar.

“Somos um grupo de pes­soas na área recreativa plu­ridisciplinar e temos sempre a possibilidade de inovar”, acrescenta.

“Neste momento estamos a promover a área do food de­sign, ligado à escola de artes e através do conceito de design dos alimentos”, exemplifica.

Vinho do Fogo Candidato a Património Mundial do Gosto

A abertura da renovada Al­ternativa serviu também para relançar o projecto que preten­de elevar o vinho do Fogo à categoria de Património Mun­dial do Gosto.

De acordo com Leão Lo­pes, o produto reúne todas as condições para ser aceite no restrito clube dos sabores de excepção.

“O vinho produzido do Fogo tem qualidade mundial e por isso deve ser reconhecido brevemente já que o processo se encontra em fase de conclu­são”, esclarece.  

Para o presidente da coope­rativa de Viticultores de Chã das Caldeiras, no Fogo, os pro­dutores estão esperançados em conseguir a o título, que pode significar um aumento da procura do produto.

“O nosso vinho é um vinho biológico sem produtos quí­micos, um produto bom que todos querem consumir. Está integrado no projecto Slow Food (associação internacio­nal que atribui os galardões), que inclui produtos de boa qualidade, e estamos a tra­balhar para ser reconhecido como património mundial de gosto”, ambiciona Rosandro Monteiro.

Mas a reabertura da Alter­nativa teve ainda um terceiro momento, com a apresentação dos novos rótulos das garrafas com o vinho da ilha do vul­cão.

Tchalé Figueira, Leão Lopes e José Gomes emprestam o seu talento à imagem de um dos produtos mais genuínos de Cabo Verde.

O projecto Atelier Mar

Atelier Mar desenvolve programas de formação e pesquisa para a promoção e desenvolvimento das artes e ofícios em Cabo Verde.

Com 34 anos de exis­tência a organização não Governamental, com sede no Mindelo, já consolidou vários projectos em todo o país que ajudaram no de­senvolvimento de comu­nidades das ilhas de Santo Antão, São Vicente e São Nicolau.  

Instado sobre os progra­mas de formação desen­volvidos pela organização Leão Lopes destaca os tra­balhos desenvolvidos na área da cerâmica, artes grá­ficas, audiovisuais, madei­ra, e pedra, que desenvolve uma pequena produção nas suas oficinas da Matio­ta, em Mindelo.

Reconhecido como ONG em 1987, o Atelier Mar actua desde então em projectos de animação e desenvolvimento local e assegura o funcionamento de um centro de animação cultural e tecnológica em Lajedos, Santo Antão, com programas no sector da educação básica, produção de materiais de construção civil com base nos recursos geológicos locais, transfor­mação e alimentos e outras actividades sobretudo liga­das à cidadania.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,26 jan 2013 21:56

Editado porAlexis Cardoso  em  26 jan 2013 22:10

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site