Filme “Sukuru” estreia hoje na cidade da Praia

PorDulcina Mendes,14 dez 2017 11:34

A estreia regional do filme “Sukuru” da produtora Samira Vera-Cruz está agendada para esta quinta-feira, às 19:30, na cidade da Praia. Trata-se de uma longa de ficção de 1 hora e 30 minutos que aborda os casos de esquizofrenia.

O filme teve a sua esteia mundial no festival Cine Fest Lusomundo em Bruxelas, em Outubro deste ano, e estreia nacional em São Vicente, no Festival de Cinema da UE-PALOP, no final de Novembro.

“Sukuru” é um thriller psicológico sobre Jiló, um jovem esquizofrénico, toxicodependente, que acredita falar com Deus. Numa conversa com o Expresso das Ilhas, via e-mail, Samira Vera-Cruz explicou que o filme surgiu após uma reflexão e pesquisa relativamente à problemática da saúde mental em Cabo Verde.

“Um dia sonhei com a ideia e comecei a escrever. Em paralelo com a história, que é completamente ficção, falei com psiquiatras e psicólogos para que a parte que diz respeito à esquizofrenia fosse mais credível. Depois de escrito o guião reuni a equipa da minha produtora Parallax Produções e mais pessoas que se foram oferecendo para ajudar e fizemos o filme”, explicou.

“Sukuru” foi filmado na cidade da Praia nos bairros Bairro Craveiro Lopes, Achada Santo António, Plateau e Palmarejo.

A produtora espera que o filme faça com que as pessoas reflitam sobre essa problemática. “A minha expectativa é que o filme faça as pessoas pensar. Não é um filme «bonito», no sentido que não é uma história feliz nem politicamente correcto, mas é algo que acontece no nosso país e que muitos de nós desconhecemos ou escolhemos ignorar. Sei que as pessoas não vão ficar indiferentes. Podem detestar ou adorar mas a intenção é que as faça pensar e colocar-se na pele dos que mais precisam de nós”.

Além disso, a ambição da produtora é inscrever o filme nos vários festivais de cinema. “A nossa intenção é de inscreve-lo em festivais de cinema pelo mundo sendo os dois destinos previstos para o próximo ano Portugal, Moçambique e Brasil”.

Samira Vera-Cruz estudou cinema na Universidade Americana de Paris, produziu e realizou a sua primeira curta-metragem de ficção “Buska Santu” no ano passado, que foi seleccionada, no mesmo ano, para o Cape Verde International Film Festival que acontece na Ilha do Sal e para o Plateau – Festival Internacional de Cinema da Praia.

Ainda no ano passado, a jovem produtora criou a sua própria produtora Parallax Produções.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 837 de 13 de Dezembro de 2017.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,14 dez 2017 11:34

Editado porDulcina Mendes  em  14 dez 2017 11:34

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.