Djam Neguin lança “Badio Branku”

PorDulcina Mendes,3 jun 2022 10:51

​“Badio Branku” é o mais novo trabalho audiovisual do multifacetado artista cabo-verdiano Djam Neguin. Vai ser lançado esta sexta-feira, 3, em todas as plataformas digitais.

Trata-se do segundo single do seu EP “Autofagias”, que estará no mercado ainda este ano.

Neste single, o artista convida-nos a reflectir sobre a problemática do colorismo, “uma forma disfarçada de preconceito ou discriminação, em que pessoas que geralmente são membros do mesmo grupo etno-racial são tratadas de forma diferente com base em implicações sociais que vêm com os significados culturais ligados à cor da pele”.

“O Badio Branku'', segundo o artista, é um single declaradamente político, “que por sinal, é também a minha condição humana no mundo”.

“Passo a explicar. Ao ser afecto às temáticas afro-futuristas, que me conduziram à criação do movimento artístico e estético que denominei CV Futurismo, uma das prerrogativas que me orientam é o desmembramento do conceito do tempo, ou pelo menos, dos fluxos temporais como nos foram dados. Passado, presente e futuro são permeáveis e intercambiáveis. Badio Branku denuncia o presente a partir do passado”, indica.

Djam Neguin explica que nesta canção há uma exposição de um estado de coisas e há uma incitação “cabal pra luta”, a pele é “disputa”. “É um single sobre a urgência de comunicar, de se juntar a vozes que abriram caminhos para que hoje possam também ecoar”. 

“Este single é obviamente um reflexo dos tempos. Um tempo de acordamento, que para mim aconteceu muito recentemente e que não mais se inverteu. Um tempo em que as nossas pautas enquanto artistas e criadores são decisivas para o rumo do planeta que todos partilhamos. Sustentar a coerência de produzir na materialidade aquilo que temos como princípio ético e moral através daquilo que sentimos e que sabemos que não faz mais sentido deixar vingar. Não faz mais sentido deixar prevalecer a história única, as supremacias. Somos a geração mais privilegiada com acesso a conhecimento e a informação. O que vamos fazer com isso vai ser decisivo”, acrescenta.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,3 jun 2022 10:51

Editado porAndre Amaral  em  3 jun 2022 14:29

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.