Spotify aposta na produção de conteúdo e compra dois gigantes do mundo dos podcasts

PorExpresso das Ilhas,7 fev 2019 10:36

O Spotify anunciou esta quarta-feira, 6 de Fevereiro, que adquiriu dois gigantes do mundo dos podcasts, a Gimlet e a Anchor. A empresa de streaming de áudio acredita que, no futuro, 20% dos seus clientes não vai usar a plataforma para ouvir música e não quer ficar para trás na corrida.

O anúncio desta aquisição foi feito por Daniel EK, CEO do Spotify, que acredita que a indústria do áudio é tão valiosa quando a indústria de vídeo.

"Os consumidores gastam sensivelmente a mesma quantidade tempo em vídeo ou em áudio. O mercado do vídeo é de um bilião de dólares. Já a indústria da música e da rádio é de cerca de 100 mil milhões de dólares. E volto sempre à mesma pergunta: são os teus olhos 10 vezes mais valiosos que os teus ouvidos? Acredito firmemente que não", escreve Daniel EK.

"As pessoas passam mais de duas horas por dia a ouvir rádio — e queremos trazer essa audição para o Spotify, onde podemos aumentar o engajamento e criar valor de novas maneiras. Com o mundo a tentar diminuir o tempo de ecrã, esta é uma enorme oportunidade", acrescenta.

E essa oportunidade começa com o podcasting, diz. "Há inúmeras formas de contar uma história para entreter, educar, desafiar, inspirar, para nos unir e quebrar barreiras culturais. O formato é muito envolvente, e apesar de o podcasting ser um negócio relativamente pequeno hoje, vejo um potencial incrível de crescimento para a área e para o Spotify em particular".

Segundo Daniel EK, tendo por base "dados referentes à indústria da rádio, acreditamos que é seguro assumir que, com tempo, mais de 20% de todos os clientes do Spotify consumirão conteúdo que não é música".

Já especificamente sobre a aquisição da Gimlet e da Anchor, o CEO do Spotify diz que estas duas empresas servem dois papéis diferentes na indústria: enquanto a Gimlet é um dos melhores produtores de conteúdo do mundo, a Anchor revolucionou a criação de áudio.

"A Gimlet e Anchor vão posicionar-nos para que nos tornemos a plataforma líder para criadores de podcasts no mundo e o produtor líder de podcasts".

Isto não significa que o principal produto do Spotify vai deixar de ser o streaming de música, mas a empresa está claramente a alargar a sua oferta.

"Quer ser claro, isto não significa que a música é menos importante para o Spotify. O nosso principal negócio está a correr muito bem. Mas à medida que expandimos na área do áudio, especialmente no que diz respeito a conteúdo original, escalamos o nosso negócio como um todo, criando vantagens no modelo através de subscrições e anúncios".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,7 fev 2019 10:36

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  7 fev 2019 10:36

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.