Nobel da Medicina para descobertas sobre como células se adaptam a diferenças de oxigénio

PorExpresso das Ilhas,7 out 2019 10:48

O prémio Nobel da Medicina foi atribuído hoje a três cientistas pelas suas descobertas relativas à forma como as células se adaptam às diferenças de oxigénio.

O galardão foi atribuído aos cientistas norte-americanos William Kaelin e Gregg Semenza e ao britânico Peter Ratcliffe.

O trabalho premiado com o Prémio Nobel deste ano revela os mecanismos moleculares que sustentam como as células se adaptam às variações no fornecimento de oxigénio. No fundo, as descobertas são sobre "um sistema adaptativo crítico para a vida animal”, resumiu o comité. Apesar de se tratar de descobertas feitas já nos anos 90, o facto de serem tão fundamentais para o funcionamento do organismo e de a história que contam estar agora mais clara do que nunca justifica a aparente "demora” na atribuição deste prémio. “É aquele tipo de descoberta e conhecimento que vai fazer parte dos manuais na escola. É um conhecimento básico que todos vão ter de aprender sobre a forma como as células funcionam”.

Este é o primeiro dos Nobel a ser anunciado este ano, seguindo-se nos próximos dias os galardões relativos à Física, Química, Literatura, Economia e Paz.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,7 out 2019 10:48

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  8 out 2019 7:36

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.