Cápsula de sonda japonesa com amostras de asteroide aterrou na Austrália

PorExpresso das Ilhas,12 dez 2020 7:55

A cápsula foi enviada pela sonda japonesa Hayabusa 2, que está há seis anos a recolher amostras de asteróides no Espaço.

A cápsula de uma sonda japonesa que foilançada há seis anospara recolher amostras de asteróides no espaçoaterrou sábado, 5, na superfície terrestre. A informação foi avançada pela Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (Jaxa), quetransmitiuo evento, em directo, no YouTube e no Twitter.

Foi em 2014 que a sondaHayabusa2 (palavra japonesa para “falcão”) primeiro partiu em direcção ao asteróideRyugu (localizado a 300 milhões de quilómetros da Terra) pararecolher amostras que permitissemo estudo da origem e evolução do sistema solar visto que a formação dos asteróides remonta ao início dos sistemas solares.

Segundo o publico.pt, estima-se que a pequena cápsula, que aterrou no sábado na localidade deWoomera, no Sul da Austrália, contenha pelo menos 100 miligramas do asteróideRyugu. É a segunda vez na história que material no interior de um asteróide chega, inteiro, ao nosso planeta. O responsável pelo projectoYuichiTsudadescreve o projecto como um “evento raro na história da humanidade.”

Aequipa da Jaxa acredita que a matéria recolhida do interior do asteróide inclui matéria orgânica que, por estar protegida da radiação espacial e de outros factores ambientais, se encontra no mesmo estado em que se estava quando o sistema solar foi criado. Desta forma, os cientistas devem poder aprender mais sobre as condições que permitiram o aparecimento de vida na Terra.

“Os materiais que deram origem à Terra, aos oceanos e à vida estavam presentes na nuvem primordial a partir da qual nosso sistema solar se formou”, explicou a equipa da Hayabusa 2 numa apresentação sobre o projecto, em 2018. “[A matéria]permanece até hoje em corpos primitivos [asteróides do tipo C, ricos em carbono, como o Rygu] e é por isso que recolher amostras desses corpos para análise pode informar sobre as origens e evolução do sistema solar.”

Em 2010, o antecessor do Hayabusa 2 foi a primeira sonda a enviar uma cápsula com pedaços do interior de um asteróide para a Terra.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 993 de 9 de Dezembro de 2020.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,12 dez 2020 7:55

Editado pormaria Fortes  em  12 dez 2020 7:55

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.