Saiba como o desporto pode ajudar a desacelerar o declínio cognitivo

PorExpresso das Ilhas,4 ago 2022 11:07

Alongar, praticar o equilíbrio e outros exercícios físicos, mesmo aqueles que são de baixa intensidade, podem ajudar promover a saúde cerebral. Esta é a conclusão de um estudo americano, divulgada durante a edição deste ano do Alzheimer's Association International Conference, em San Diego, na Califórnia.

Depois de compararem o alongamento com exercícios aeróbicos, como saltar à corda, por exemplo, concluíram que "120 a 150 minutos de exercício, por semana, durante um ano, pode desacelerar o declínio cognitivo em idosos sedentários", independentemente, da intensidade dos exercícios, destacou Laura Baker, uma das autoras do estudo, em entrevista à CNN Internacional.

O estudo contou com 300 voluntários sedentários, divididos em dois grupos, que foram diagnosticados com declínio cognitivo ligeiro. Durante a investigação, todos os indivíduos praticaram exercício físico regular de baixa ou de alta intensidade. Conclusão: a função cognitiva não diminuiu, ao longo de 12 meses de estudo, para nenhum dos grupos em análise.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,4 ago 2022 11:07

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  4 ago 2022 11:07

pub.
pub.
pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.