800 civis mortos em Ghouta Oriental desde 18 de Fevereiro

PorExpresso das Ilhas, Lusa,6 mar 2018 16:55

Pelo menos 800 civis, incluindo 177 crianças, foram mortos em bombardeamentos contra o enclave rebelde de Ghouta oriental desde o início, a 18 de Fevereiro, de uma ofensiva do regime, indicou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Dezanove civis, entre os quais quatro crianças, foram mortos hoje, segundo o OSDH, que adianta que os bombardeamentos contra o enclave, nos arredores de Damasco e sitiado desde 2013, prosseguiram hoje, mesmo durante o período de tréguas diárias (07:00-12:00 TMG, menos uma hora em Cabo Verde) decretado por Moscovo, grande aliado de Damasco.

"A trégua de (presidente russo, Vladimir) Putin acabou, pois os bombardeamentos não pararam", afirmou o director do OSDH, Rami Abdel Rahmane, à agência France Press.

Na segunda-feira, um comboio humanitário que entrou na área para distribuir alimentos e medicamentos teve de abreviar a sua missão devido a bombardeamentos na zona de Douma.

Nesta grande cidade de Ghouta oriental domina a paisagem da destruição, segundo um correspondente da AFP.

Paralelamente à ofensiva aérea, o regime intensificou as operações terrestres na última semana e em alguns dias as forças governamentais recuperaram cerca de 40% do enclave, no leste e sudeste, posicionando-se a cerca de dois quilómetros de Douma, segundo o OSDH.

Desencadeado em Março de 2011 pela violenta repressão do regime de Bashar al-Assad de manifestações pacíficas, o conflito na Síria ganhou ao longo dos anos uma enorme complexidade, com o envolvimento de países estrangeiros e de grupos 'jihadistas', e várias frentes de combate.

Num território bastante fragmentado, o conflito civil na Síria provocou, desde 2011, mais de 350 mil mortos, incluindo mais de 100 mil civis, e milhões de deslocados e refugiados.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,6 mar 2018 16:55

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  25 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.