Número de mortos do sismo na ilha indonésia de Lombok aumenta para 436

PorExpresso das Ilhas, Lusa,13 ago 2018 7:20

​O mais recente balanço das autoridades indonésias aponta para pelo menos 436 mortos após o sismo de há uma semana em Lombok, no sul do país.

A agência nacional de desastres informou hoje que o terramoto de 05 de Agosto matou 436 pessoas, a maioria das quais morreu em edifícios que ruíram. 

Dezenas de milhares de casas, mesquitas e empresas ficaram destruídas no sismo de magnitude 6,9 que teve o seu epicentro no norte da ilha de Lombok.

O terramoto destruiu, pelo menos, 67.875 casas, 468 colégios, seis pontes, 15 mesquitas e 13 centros de saúde. Estima-se que haja mais de 13 mil feridos. 

A maior parte das estradas no norte de Lombak está destruída, sendo essa a principal dificuldade das autoridades que tentam distribuir comida e medicamentos à população afectada. 

Muitos moradores deixaram as habitações para se abrigarem em tendas ou abrigos temporários, sob o calor tropical que assola no verão o arquipélago do sudeste asiático.  

O secretário-geral da ONU, António Guterres, ofereceu a ajuda daquela organização ao país situado no chamado "Anel de Fogo do Pacífico", zona de grande actividade sísmica e vulcânica que regista cerca de sete mil terramotos por ano, na maioria moderados. 

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10). 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,13 ago 2018 7:20

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 nov 2018 3:23

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.