Talibãs comprometem-se a garantir segurança de representação da UE

PorExpresso das Ilhas, Lusa,25 out 2021 14:26

O governo talibã comprometeu-se hoje a garantir a segurança da missão da União Europeia (UE) no Afeganistão, cuja reabertura parcial está a ser planeada por Bruxelas.

"Podemos confirmar que estamos a trabalhar para o restabelecimento de uma presença mínima no terreno", indicou um responsável europeu, citado pela agência francesa AFP, depois de o Financial Times ter hoje noticiado uma reabertura daqui a um mês.

"Por razões de segurança, não podemos fornecer mais pormenores", acrescentou a fonte, a coberto do anonimato.

A UE, como a maioria dos países, retirou a totalidade do seu pessoal diplomático do Afeganistão em agosto, quando os talibãs entraram em Cabul.

Na semana passada, o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, declarou à imprensa que os Estados-membros da UE haviam concordado "que uma presença mínima da UE em Cabul é necessária para apoiar o povo afegão e garantir a saída segura dos afegãos em perigo, mas que tal não significa o reconhecimento pelos europeus do novo regime".

O regresso da missão da UE ao Afeganistão será "uma etapa positiva e importante, que saudamos", declarou hoje o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros afegão, Abdul Qahar Balkhi, acrescentando que "como com as outras embaixadas", a sua segurança será "também garantida".

São muito poucas as embaixadas ainda abertas em Cabul, entre as quais se contam as do Paquistão, da China, da Rússia e da Turquia.

A segurança dos edifícios das representações diplomáticas é agora assegurada por combatentes talibãs armados, em vez do exército afegão ou empresas de segurança privadas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,25 out 2021 14:26

Editado porAndre Amaral  em  24 jun 2022 23:28

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.