Governo garante que transporte de doentes foi assegurado no acordo com a Binter

PorExpresso das Ilhas,7 jun 2017 0:54

O Governo informou esta terça-feira que o processo de evacuação de doentes para hospitais centrais foi salvaguardado no acordo com a companhia aérea Binter, que a partir de Agosto vai passar, em exclusivo, a fazer os voos domésticos.

 

A informação foi avançada à imprensa por António Moreira, da Direcção Nacional de Saúde, no dia em que foram noticiadas as dificuldades de transporte de doentes da ilha do Fogo, por falta de um avião adaptado, obrigando a viagem a ser feita de barco.

Os casos aconteceram no fim-de-semana, após dois acidentes de viação na ilha do Fogo, que envolveram oito pessoas, três com ferimentos ligeiros e outras em estado mais grave que precisavam ser evacuadas para o hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia.

Três doentes menos graves foram transportados na segunda-feira num barco da Guarda Costeira, já que o avião da TACV adequado não está a fazer ligação à ilha do Fogo e o da Binter não tem condições para o transporte em maca.

Só ontemmais dois feridos com maior gravidade chegaram à cidade da Praia num avião da Binter, que não está adaptado, mas mesmo assim foi exclusivamente buscar os pacientes, após intervenções de várias entidades locais e nacionais.

Segundo António Moreira, as evacuações são feitas em coordenação entre o Ministério de Saúde, as companhias áreas e a Agência de Aviação Civil e que o objectivo é sempre salvaguardar a segurança e dignidade dos doentes, por via marítima ou aérea.

Por isso, garantiu que o Ministério de Saúde contactou as duas companhias aéreas no país e que a Binter Cabo Verde mostrou-se disponível para ir buscar os acidentados, que devido ao seu estado clínico agravado o transporte só foi autorizado para terça-feira.

Sobre o transporte de doentes, o representante do Ministério da Saúde de Cabo Verde disse que até este momento o país tem estado a "adaptar", mas a Binter já garantiu que vai criar condições para transportar pacientes nos seus aviões com macas especializadas.

O Governo anunciou que, a partir de Agosto, a companhia TACV vai fechar a operação doméstica, passando os voos a serem assegurados em exclusivo pela Binter Cabo Verde.

Em comunicado divulgado ontem, o Governo informou que a partir de 15 de Junho a Binter Cabo Verde terá "todos os equipamentos necessários" para o processo de evacuação de doentes.

"O país tem feito de tudo para evacuar doentes de forma mais digna possível, dentro das suas possibilidades", mostrou António Moreira, em conferência de imprensa conjunta com director do Hospital Agostinho Neto, Júlio Andrade, e o director clínico, Fernando Almeida.

Quanto ao estado de saúde dos pacientes, que sofreram fracturas e traumatismos, Fernando Almeida informou que os três que foram transportados na segunda-feira encontram-se estáveis, enquanto os dois que chegaram hoje estão à espera de serem novamente avaliados.

As condições de transportes de doentes foram criticadas pelo deputado Júlio Correia, do Partido Africano da Independência de Cabo Verde, eleito pelo círculo eleitoral de Santiago Sul mas natural do Fogo, que exigiu do Governo a "resolução imediata" da questão.

 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,7 jun 2017 0:54

Editado porFretson Rocha  em  7 jun 2017 9:17

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.