Cabo Verde participa na conferência mundial sobre economia azul, em Nairobi

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,26 nov 2018 11:55

Cabo Verde está presente na Conferencia Mundial sobre economia azul, que decorre em Nairobi, de hoje a 28 de Novembro. O evento é organizado pelo Canadá, em parceria com o governo do Quénia. De acordo com a organização, são esperados mais de 4.000 participantes na conferência que pretende assumir compromissos concretos e acções práticas que podem ajudar na transição mundial para a economia azul.

Em declarações à Rádio Morabeza, o secretário de estado-adjunto para a Economia Azul, que chefia a delegação cabo-verdiana, afirma que a questão do financiamento da economia azul será um dos pontos centrais da conferência.

“Vai-se discutir as questões do financiamento para economia azul, de como criar o financiamento para o mundo inteiro, que é o novo modelo de economia que está-se a implementar. Também há o conceito e o desenho disto e em especial a aplicação do conceito de economia azul em África”, afirma.

Aproveitar o potencial dos nossos oceanos, mares, lagos e rios para melhorar a vida das populações, especialmente as pessoas nos estados em desenvolvimento, mulheres, jovens e povos indígenas, a utilização das mais recentes inovações e avanços científicos para melhores práticas ambientais e de desenvolvimento sustentável são alguns dos objectivos da Conferencia.

Segundo Paulo Veiga, Cabo Verde vai partilhar a sua experiência neste domínio.

“Cabo Verde é considerado um pioneiro em África, nessa matéria. Nós já estamos avançados, já estamos com um projecto financiado pelo Banco Mundial que está a ser implementado pela FAO, que é o observatório da economia azul, e que está a procura dos nichos onde podemos desenvolver a economia azul,e a forma de financiamento, nós iremos levar este projecto como exemplo", indica.

A Conferência sobre a Economia Azul Sustentável realiza-se no quadro da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável e no “Chamada para Acção” no âmbito da conferência da ONU sobre os oceanos, de 2017.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,26 nov 2018 11:55

Editado pormaria Fortes  em  9 dez 2018 20:19

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.