Elisângela Landim, Tairine Monteiro e Edvânia Barros vencem III edição do Startup Challenge

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,17 set 2021 8:11

Elisangela Landin, Tairine Monteiro e Edvânia Barros são as vencedoras da III edição da competição nacional de empreendedorismo (Startup Challenge) que contou com a participação de 385 inscritos de todas as ilhas do país.

Elisângela Landim ficou em primeiro lugar com o projecto Fisio Sara – Clínica de Fisioterapia, e recebeu como prémio um plafond de 200 mil escudos de crédito não reembolsável, Tairine Monteiro em segundo lugar com o projecto Fashion Pró-Natura recebeu um plafond de 150 mil escudos e Edvânia Barros com o projecto Inovart 3D foi premiada um plafond de 100 mil escudos.

Todas foram bonificadas com um ano de incubação e um kit de auto-emprego.

Samir Pereira, gestor da Business Incubation Center (BIC) que juntamente com o Programa de Apoio ao Emprego, Empregabilidade e Inserção (Jov@Emprego), promoveu o concurso, explicou que esses três projectos tops, vão agora ser implementados.

Conforme indicou, dos 385 inscritos, 150 candidatos foram seleccionados, dos quais 94 concluíram com sucesso o processo de capacitação e desenvolvimento dos respectivos Planos de Negócio, tendo sido escolhidos 10 finalistas.

Em competição estiveram projectos de variadas áreas desde a saúde, às tecnologias, às áreas do agro-negócio, entre outras.

“No top 10, de onde saíram os três vencedores, estiveram participantes de quatro ilhas do país, o que para nós é um bom sinal. Um outro facto que penso aqui relevante destacar é que desde o início tivemos uma participação superior a 70% de mulheres. Isto mostra que o desafio que assumimos no início de ter uma participação maior de mulheres e meninas foi alcançado e chegamos ao fim, no top 10, com sete mulheres empreendedoras”, realçou.

O acto de encerramento foi presidido pelo secretário de Estado da Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes, que se congratulou com os sucessos das três edições do concurso.

O governante, que participou no evento em representação do vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, adiantou que há todo um ecossistema montado para dar apoio a todos os jovens cabo-verdianos.

“Quem quer emprego tem o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), quem quer criar o seu próprio negócio tem a pró-empresa e nós temos também a pró-garante e a pró-capital. Ou seja, montamos todo o ecossistema através do Ministério das Finanças e do Governo de Cabo Verde para apoiar os jovens cabo-verdianos”, disse.

O objectivo, realçou, é que os jovens comecem a ter uma importância cada vez maior no tecido empresarial cabo-verdiano.

“Queremos uma nova geração de empresários que utilizam ferramentas modernas, os chamados novos conhecimentos do mundo para acrescentar valor à sua comunidade, para si e para o nosso país”, disse deixando uma mensagem de felicitação às três vencedoras da III edição do Startup Challenge.

Para a realização deste concurso, a organização do Startup Challenge contou também com o IEFP como parceiro para as acções de capacitação e promoção de auto-emprego, o Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) como parceiro de empreendedorismo jovem, a pró-empresa como parceiro empresarial o BCN como parceiro financeiro, e a Unitel T+ como parceiro tecnológico.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,17 set 2021 8:11

Editado porSara Almeida  em  17 set 2021 14:37

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.