Governo contraria FMI e mantém previsão de crescimento

PorExpresso das Ilhas,11 out 2017 16:07

O ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves reafirmou hoje a meta do crescimento económico de 7% até ao fim do mandato, contrariando as previsões do FMI de que o país crescerá 4% este ano e 4.1% até 2022.

 

De acordo com a edição de Outubro do World Economic Outlook, divulgado esta terça-feira, 10, a evolução do Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde em 2017 será de 4%, mais 0,1 ponto percentual face a 2016.

O relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) perspectiva ainda que a economia cabo-verdiana deverá crescer 4,1% ao ano nos próximos cinco anos.

Confrontado com essas previsões, o ministro José Gonçalves disse que daqui até 2021, final da legislatura, há imprevisibilidades.

“Há projecções que são feitas a partir de um quadro normal sem alterações. São projecções conservadoras.  O executivo vai trabalhar para cumprir aquilo que está no programa do Governo que é atingir os 7% em termos de crescimento económico e oxalá possamos ter condições para ultrapassar”, disse.

José Gonçalves acrescentou que tudo vai ser feito para fazer a economia crescer ao máximo e também criar os 45 mil postos de trabalho.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,11 out 2017 16:07

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  11 out 2017 16:34

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.