Ilha da Boa Vista pede protecção para o emblemático deserto de Viana

PorExpresso das Ilhas, Lusa,10 abr 2022 8:01

O presidente da Câmara da Boa Vista pediu, em declarações à Lusa, uma política de protecção do emblemático deserto de areia de Viana, que ocupa uma área de vários quilómetros quadrados no centro daquela ilha.

“É necessária uma política de proteção do espaço”, começou por afirmar o autarca Cláudio Mendonça, sobre o deserto de Viana, considerado uma extensão do Saara no oceano Atlântico e que anualmente atrai milhares de turistas ao local, onde se passeiam pelas dunas de 50 metros de altura e a perder de vista a pé, a cavalo ou de moto-quatro.

Cláudio Mendonça defendeu que é necessária uma “ocupação de forma regrada” daquela área, um corredor de vários quilómetros formado por grãos pretos da rocha vulcânica misturada com alguma vegetação rasteira e, sobretudo, a areia clara transportada ao longo de milhares de anos pelo vento, a partir do continente africano.

Aquele deserto foi eleito em 2013 uma das sete maravilhas de Cabo Verde, e Cláudio Mendonça não descarta a possibilidade de o ver a concorrer a património da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciências e a Cultura (UNESCO), a pensar na sua preservação.

“Temos tentativas de pessoas de se apropriarem do espaço, de tirarem areia, aquelas motos-quatro que desconfiguram toda a orografia [das dunas]. A questão mesmo da protecção do espaço”, disse.

Dada a extensão, o deserto de Viana é propício a passeios e o presidente da Câmara da Boa Vista, a segunda ilha mais turística de Cabo Verde, também admitiu que é preciso “criar condições de lazer” e para “algumas atividades desportivas”.

“Um espaço de visita e de lazer, também de desporto, mais regulamentado”, avisou, garantindo que a preservação que defende visa também tirar “maior proveito” do único deserto de Cabo Verde.

Cabo Verde recebeu em 2019 um recorde de 819.308 turistas, quase 30% na Boa Vista, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística cabo-verdiano, mas a procura global caiu cerca de 70% em 2020, devido à pandemia de covid-19.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,10 abr 2022 8:01

Editado porSheilla Ribeiro  em  11 abr 2022 8:33

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.