Oitenta poemas para recordar Leopoldina Barreto

PorChissana Magalhães,14 dez 2017 12:43

Familiares e amigos da escritora e artista plástica Leopoldina Barreto prestam hoje homenagem à romancista com o lançamento do livro póstumo “Sodade em 80 Poemas”.

“Esta foi a forma encontrada pela família para homenagear esta Mãe, Esposa dilecta e Filha ilustre de São Nicolau”, escreve no prefácio Manuel Brito-Semedo que é também o organizador e coordenador editorial deste livro inédito, editado pela EME – Marketing & Eventos, e que a autora natural de São Nicolau deixou inacabado quando faleceu há dez anos, na Suécia onde viveu por vários anos.

Também inacabada, a tela escolhida para ilustrar a capa deste livro, da autoria da própria escritora. Dividido em cinco segmentos, “Saudades em 80 Poemas” traz poemas escritos entre 1978 e 1987.

São da sua autoria os romances “Monte Gordo” e “As Vítimas do Amor Impossível” e o conto “As Aventuras do Rei Titão”, distinguido com um prémio para literatura infanto-juvenil pela Associação dos Escritores Cabo-Verdianos, em 2003.

Em 2005, o catálogo do Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, intitulado «Cabo Verde, 30 anos de edições», escrevia sobre a autora: «Ao ler o livro (Monte Gordo) tem-se a impressão que ele é uma autobiografia de cada um que já teve amores e desamores; viu sucessos e insucessos; sofreu justiças e injustiças; emigrou e sentiu saudades; ganhou e perdeu laços. Sem dramas de criação literária, Leopoldina Barreto escreve sobre dramas da vida».

A apresentação de “Saudades em 80 Poemas”, também pelo professor Brito-Semedo, acontece pelas 17 horas no Hotel Pescador (Prainha).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Chissana Magalhães,14 dez 2017 12:43

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 dez 2017 12:43

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.