Recomendação para ouvir: António Nunes - a Morna, o Baile… e os “Poemas de Longe”

PorPaulo Lobo Linhares,23 dez 2017 8:21

​António Nunes faria no passado dia 9 de Dezembro 100 anos. Voltei a pegar no livro “Poemas de Longe”, desta feita na sua primeira edição, que me foi emprestado pela Dr.ª Helena Lobo.

Sempre achei que António Nunes descreve com enorme precisão, quase que cinematograficamente, os lugares e os momentos que retrata nos seus poemas.

Voltando ao livro, deparei-me com uma situação curiosa…desconheço se foi feito de forma propositada ou não, por parte do autor…mas é facto que no livro as páginas 10 e 11 trazem dois poemas que … musicalmente…se complementam: “Morna” e “Dança”.

Tão deleitado com a capacidade do poeta de descrever os músicos…os instrumentos, os corpos que juntos dançam e até o cheiro do lugar onde se toca a morna, nestas duas cenas, que não resisti em aqui publicar os dois poemas.

Sequência.

…e como a música e a dança podem ser tão bem descritas/ouvidas/dançadas…

Para ler e imaginar com violinos e violões, e com a dança dos corpos entrelaçados…

Morna

As mesmas casais… as mesmas ruas…

O mesmo largo…

Só os rostos dos homens é que não são os mesmos

e, ébrios, os braços pendem, os homens tombam…

Som de violino escapando-se da casa térrea

Cheiro a petróleo e a fumo

Quêréna treme os dedos sobre as cordas,

Olhos vidrados berram por mais grog!

Titina sente-se frágil sobre os braços de Armando.

A Morna traz ao corpo a lassidão e o sonho,

Como a lua pondo sombras em coisas impossíveis

Baile

Nézinho faz a postura,

o arco desliza nas cordas

e o homem do violão

marca o compasso.

Pares se enlaçam.

E a Morna cai

cálida e lenta

como a noite lá fora…

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 838 de 20 de Dezembro de 2017. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Paulo Lobo Linhares,23 dez 2017 8:21

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 dez 2017 8:22

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.