IPC celebra Dia Internacional da língua materna nas ilhas do Maio e do Sal

PorDulcina Mendes,21 fev 2018 15:10

Sob o lema “Kada variedade un rikeza”, o Instituto do Património Cultural (IPC) celebra a data com actividades nas ilhas do Maio e do Sal.

Segundo uma nota de imprensa do IPC, a ideia de desconcentrar estas actividades tem dois objectivos: por um lado valorizar as variedades da língua materna cabo-verdiana, por outro, promover as boas práticas que envolvem o seu uso.   

Na ilha do Maio, será organizada, pela primeira vez, em parceria com a câmara municipal do Maio, uma sessão de informação e conversa sobre  património linguístico. A mesa será composta pelos técnicos do IPC, a linguista Adelaide Monteiro e o antropólogo Humberto Lima. Adelaide Monteiro apresentará o tema focando algumas variantes da diversidade da língua cabo-verdiana e Humberto Lima falará sobre o papel da língua materna na preservação do património cultural oral (tradições orais).   

Já no Sal, haverá sessões de jogos e estórias tradicionais que mostram o papel da língua materna na transmissão de valores e momentos de socialização. E ainda a construção de um mosaico das variedades do crioulo cabo-verdiano.

O dia 21 de Fevereiro, o Dia Internacional da língua materna, foi proclamado pela UNESCO em 1999, e é comemorado todos os anos com objectivo de proteger e salvaguardar as línguas faladas em todo o mundo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,21 fev 2018 15:10

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 fev 2018 15:10

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.