​Faleceu a escritora Ivone Ramos

PorExpresso das Ilhas,3 mar 2018 13:54

Ivone Ramos
Ivone Ramos

A autora de vários livros de contos, entre os quais ‘Vidas Vividas’ (1990) e ‘Futcera ta cendê na Rotcha’ (2000), faleceu este sábado, 3 de Março, na cidade de Mindelo, conforme comunicado da família. Tinha 91 anos.

Ivone Aida Fernandes Ramos, de seu nome completo, era filha de Armando Napoleão Rodrigues Fernandes, autor do primeiro dicionário de língua crioula-portuguesa, em Cabo Verde.

A escritora nasceu na ilha de Santiago (Santa Catarina) a 7 de Setembro de 1926, mas aos 5 anos partiu com os pais para a Ilha de S.Nicolau (Ribeira Brava) onde foi deixada aos cuidados da avó.

Concluída a quarta classe, transferiu-se para S. Vicente para prosseguir os estudos secundários.

Ivone Ramos pertencia a uma família de ilustres figuras literárias, incluindo José Lopes da Silva, António Aurélio Gonçalves e Baltasar Lopes da Silva.

Era irmã da também escritora Orlanda Amaríles e mãe do jornalista e investigador musical Carlos Gonçalves.

Publicou vários livros de contos, nomeadamente, ‘Vidas Vividas’ (1990), ‘Futcera ta cendê na Rotcha’ (2000), ‘A Exilada’ (2005), ‘Mambia tita contá história na criol’ (Children'sStoryBook, 2009) e ‘Capotóna’.

Além de escritora, Ivone Ramos confeccionava trajes de carnaval e para o filme ‘O testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo’ e peças tradicionais, bordados e bonecas de pano.

O funeral realiza-se esta sábado, às 16h00, para o cemitério de São Vicente. O corpo será sepultado no jazigo da família. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,3 mar 2018 13:54

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  4 mar 2018 15:47

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.