Fogo recebe primeiro Festival de Papagaios

PorDulcina Mendes,14 mai 2018 17:09

Em tempos, esta brincadeira foi uma das mais favoritas das crianças. Nos fins-de-semana e durante as férias as crianças costumavam lançar os seus papagaios. Esse material é feito de papel, linha, madeira e corda. Nos dias de hoje essa brincadeira foi substituída pelos jogos nos telemóveis, tablets e computador.

O céu ficava colorido com os papagaios, cada um com a sua cor e tamanho. E para valorizar esta tradição, a Associação Solidariedade e Desenvolvimento (ASDE) realiza na ilha do Fogo, em parceria com a câmara municipal de São Filipe, o primeiro Festival de Papagaios.

Uma brincadeira que já foi muito apreciada pelas crianças, que a associação quer resgatar, fazendo em formato de festival para premiar os melhores papagaios. Com o lema “Bom para o ambiente, bom para toda a gente”, o festival será realizado no dia 16 de Junho, Dia Internacional da Criança Africana.

O evento destina-se a pessoas de todas as idades e decorrerá na praia de Ponta d’Areia, nas proximidades da Casas do Sol. Segundo o regulamento, a inscrição será feita em formulário próprio, na recepção das Casas do Sol, de 07 de Maio a 07 de Junho.

Para a directora geral da ASDE, Maria Graça, este festival visa promover o convívio entre pessoas de várias idades. “Em vez dos jovens estarem na internet a jogar, estarão ao ar livre a fazer outras actividades que são importantes”.

“Criar e lançar papagaios, além de ser uma importante ferramenta de lazer e recreação, é também um poderoso instrumento pedagógica podendo ser usada para ensinar meteorologia, artes plásticas, artesanato, comunicação visual, geografia e para promover uma maior consciência ambiental”, indica o regulamento.

Com este festival a ASDE quer incentivar a criação dos papagaios e promover actividades ao ar livre. “Orientar a criança sobre a importância do uso do material adequado para a criação dos papagaios, pois o uso de materiais inadequados pode trazer sérios problemas para a natureza e para o próprio utilizador”, explica a directora geral da ASDE.

Os concorrentes podem participar nas categorias infanto-juvenil (6 a 12 anos), teen (13 a 18 anos), maduros (18 aos 55 anos) e séniores (acima dos 55 anos).

Conforme o regulamento, o concorrente poderá inscrever apenas um papagaio em cada categoria, porém o mesmo papagaio poderá participar de outra categoria desde que devidamente inscrita no evento.

Para este festival a organização escolheu um júri composto por três elementos, que escolherá os melhores papagaios em diferentes categorias. Os papagaios serão avaliados pelo júri no chão e no ar.

“Todos os papagaios deverão subir e permanecer no ar pelo menos cinco minutos no mínimo e dez no máximo”, indicou.

O vencedor será aquele que permaneceu no ar de acordo com o tempo definido, será ainda levada em conta a engenhosidade, manobra e aquele que subir mais alto.

Todos os papagaios deverão ser confeccionados usando somente cola, folha de papel-de- seda e qualquer outro papel e/ou papelão, bambu, madeira, linha ou corda, apenas se for feita de algodão ou lã natural e não será permitido a linha de anzol ou nylon.

Será desclassificado o concorrente que lançar o papagaio de outro concorrente, que usar linha metálica, que usar o material cortante ou qualquer outro material não previsto neste regulamento, que usar o plástico, durex, fitas isolantes, ferros, alumínios, que não colocar o papagaio no ar em no máximo quatro minutos, que não recolher o papagaio no tempo previsto, empinar o papagaio fora do horário e local de apresentação e colocar em risco a integridade física de qualquer participante do evento.

Serão atribuídos prémios para o primeiro, segundo e terceiro lugar em cada categoria (infanto-juvenil, teen, maduros e séniores) e a cada um dos lugares o vencedor levará para a casa um troféu e um certificado. 

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 858 de 09 de Maio de 2018.



Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,14 mai 2018 17:09

Editado porAndre Amaral  em  16 mai 2018 9:59

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.