Tutu Sousa e Maria Isabel Andrade eleitos homem e mulher do ano

PorDulcina Mendes,7 jul 2018 8:34

Tutu Sousa
Tutu Sousa

O artista plástico Tutu Sousa venceu o prémio de Homem do Ano. Maria Isabel Andrade, a senhora que se tem dedicado à pesquisa científica em prol do desenvolvimento e da segurança alimentar é a Mulher do Ano. As duas figuras foram premiadas na IV edição do Somos Cabo Verde, que aconteceu na noite desta sexta-feira, 6, na cidade da Praia.

Sob o lema “Somos Cabo Verde – Somos Um Só, em Prol da Igualdade”, a gala começou com um minuto de silêncio às vítimas de VBG. Depois, seguiu-se a entrega dos prémios.

Vamos conhecer os premiados da noite. 

Na categoria Solidariedade, o vencedor é a OMCV. No Voluntariado o prémio foi para Associação Pilourinho.

DB Protect recebeu o prémio de Inovação e Empreendedorismo. Já na categoria Empresarial, Aleida Gomes Cardoso foi a vencedora.

Na Moda, a modelo Alécia Morais continua a ser a grande vencedora, ao receber esse prémio pela quarta vez consecutiva. Alécia Morais não esteve presente para tomar o seu prémio, mas enviou um vídeo com uma mensagem de agradecimento.

Na categoria Desporto foi escolhido o basquetebolista Ivan Almeida, Na cultura, o vencedor é o escritor José Luís Tavares.

Alzerina Gomes levou para a casa o prémio na categoria Diáspora. Na Música, o escolhido foi o cantor e produtor Djodje, que também não esteve presente na gala, mas deixou um vídeo de agradecimento.

Na categoria Televisão, a jornalista da RTP África Hulda Moreira foi a vencedora. Miriam Lopes dos Santos, da RCV, conquistou o prémio na categoria Rádio. Gisela Coelho, do jornal A Nação, recebeu o galardão na categoria Imprensa. No Online, o prémio ficou com o jornalista Hermínio Silves, do Santiago Magazine.

Este ano, o ex-presidente da República, Pedro Pires, foi homenageado com o Prémio Mérito e Excelência. A organização, além de entregar o troféu a Pedro Pires, também exibiu um vídeo mostrando o seu percurso.

Pedro Pires disse que não estava a espera desse reconhecimento. “Não estava preparado para receber e ser homenageado, vim de forma simples para este evento”, afirmou.

Além da entrega dos prémios, o Somos Cabo Verde já habituou o público com os duetos improváveis.

Este ano, os artistas não deixaram ninguém indiferente. O primeiro dueto da noite, foi Éder Monteiro e Garry, dois jovens artistas, que deixaram o público maravilhado. Diva Barros e Mito Kaskas, também não deixaram o crédito por mãos alheias.

Nissah Barbosa e Fidjos di Codé di Dona fizeram uma combinação de power da "barbie girl" com a melodia de cotxi pó.

Nelson Freitas e Tito Paris, dois grandes nomes da música cabo-verdiana, juntaram-se no mesmo palco para um dos grandes momentos da noite. Mário Lúcio e Ga Dalomba, também contagiaram o público com as suas músicas e a noite foi encerrada ao som do grupo Cordas do Sol e Djosinha, num dueto improvável.

No final da gala, a organização avaliou positivamente o evento, que tem premiado os cabo-verdianos no país e na diáspora. “É com muita alegria que terminou esta quarta edição, estamos sempre a aprender em todas as edições”. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,7 jul 2018 8:34

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  8 jul 2018 9:45

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.