“O Plateau já está consolidado”, António Lopes da Silva

PorDulcina Mendes,24 out 2018 14:41

Cinema da Praia
Cinema da Praia

O Festival Internacional de Cinema da Praia (Plateau), já está consolidado não só pelo números de inscritos que tem estado a aumentar, mas também pela parceira entre Ministério da Cultura e Indústrias Criativas e Associação Cabo-Verdiana de Cinema e Audiovisual e também pela participação das universidades.

A afirmação é do vereador da cultura da Câmara Municipal da Praia, António Lopes da Silva, na apresentação da programação da 5ª edição de Plateau, que decorre de 21 a 25 de Novembro, na cidade da Praia.

Para esta edição, inscreveram-se 121 filmes, tendo sido seleccionados 27 para a secção competitiva, quatro nacionais e 23 internacionais. Do total, são 12 curtas-documentários, nove curtas-ficção, quatro longas-documentários e dois longas-ficção.

“Na Cinza fica calor” de Mónica Martins Nunes, “Presa na rede” de Ercie Chantre, “Sukuro” de Samira Vera Cruz e “Percursos” de Mauro Pereira, são os filmes nacionais seleccionados.

A nível internacional, haverá participação de 23 filmes de países como Portugal, Brasil, Burkina Faso, Moçambique, Senegal e França/Alemanha.

Segundo António Lopes da Silva, a abertura do festival terá dois momentos, um cinema cine-concerto, com exibição de imagens de Cabo Verde em vídeo, de 1937, de seguida haverá a estreia nacional do filme “Djon Africa”, dos realizadores Filipa Guerra e João Guerra.

Esta edição do Plateau irá homenagear um dos mentores e impulsionadores deste festival, jornalista de profissão e cineasta de paixão, António Loja Neves, que faleceu no passado mês de Maio.

“Com os cineastas nacionais e internacionais teremos sete Masterclasses que serão feitas em parceira com as nossas universidades e com alunos de Cabo Verde, com temas como Cinema Negro, Distribuição de Cinema Audiovisual, Plataformas e Circuitos de Festivais Internacionais e de Audiovisual como Ferramenta Museológica”, indica o autarca.

Nesta edição, estão programadas três sessões especiais em parceria com outros festivais do mundo: “Curtas Santos”, com o festival de Curtas da Cidade de Santos (Brasil), “Kugoma”, com o Festival de Curtas DOC de Maputo (Moçambique), “Memoria Cinema PanAfricano no Feminino”, com a presença da curadora e coleccionadora Ms. June Givanni (Londres).

Haverá ainda o Plateauzona, com exibição de filmes em alguns bairros mais periféricos da cidade. Nesta secção do festival serão exibidos os filmes que foram produzidos e realizados por jovens da cidade da Praia, resultado de uma formação levada a cabo em parceira com a Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde.

Já o Plateauzinho, terá exibições diárias para crianças, com os filmes que foram seleccionados para o público infantil e um mini-curso de audiovisual entre escolas, no qual o resultado será exibido no último dia do festival.

No dia 22, na Sala de Munícipe, decorre o “Fórum Plateau”, onde serão discutidos temas que envolvem os cineastas nacionais e internacionais, produtores, universitários e público em geral.

O festival é organizado pela Câmara Municipal da Praia, em parceria com o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, a Associação Cabo-Verdiana de Cinema e Audiovisual e a Txan Films.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,24 out 2018 14:41

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  17 jul 2019 23:22

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.