Cabo Verde presente no Congresso Internacional de Antropologia, nos Açores

PorExpresso das Ilhas, Lusa,28 dez 2018 8:46

​Os Açores, em Portugal, vão receber o XXIV Congresso Internacional de Antropologia Ibero-Américana. O encontro acontece de 13 a 15 de Março de 2019, uma iniciativa que reúne investigadores de 11 países, inclusive Cabo Verde, anunciou hoje a Câmara Municipal de Ponta Delgada.

A iniciativa da Universidade de Salamanca (Espanha), Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina (Brasil) e Câmara Municipal de Ponta Delgada, subordinada ao tema “Museus, Turismo e Património”, contará com a presença de professores e investigadores de Portugal, Brasil, Espanha, Cabo Verde, México, Costa Rica, Paraguai, Peru, Chile, Colômbia e China.

O evento contempla, segundo uma nota de imprensa do município de Ponta Delgada, Açores, várias palestras e lançamentos de livros como o “Dicionário de Antropologia”, editado por Angel Aguirre Baztán, e “Diálogo intercultural, religiosidades populares, música e migrações”, por Luiz Nilton Corrêa, Angel-B. Espina Barrio e Jaime Roberto Montes Miranda.

A conferência de abertura estará a cargo de Alexandre Fernandes, do Museu do Amanhã, do Rio de Janeiro, e a de encerramento de Ángel Espina Barrio, da Universidade de Salamanca.

O congresso internacional reúne profissionais de áreas diversas e conexas como a sociologia, a história, a filosofia, a comunicação, a economia, a política, a literatura, entre outras.

Ao longo dos anos, a iniciativa reuniu centenas de professores e pesquisadores de diversos continentes, sendo que a direcção do congresso, nesta sua versão portuguesa, está a cargo de Angel Espina Barrio, da Universidade de Salamanca e Sociedade Espanhola de Antropologia Aplicada), de Luiz Nilton Corrêa, do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, e Rui de Sousa Martins, da Universidade dos Açores.

Para a organização, “ao longo dos anos, este congresso reuniu centenas de professores e pesquisadores de diversos continentes” e “demonstra, mais uma vez, a actualidade dos temas antropológicos”, surgindo “com o mesmo espírito multidisciplinar e de agregação, que o faz também multi-institucional, e integrado à contemporaneidade”.

O Congresso Internacional de Antropologia de Ibero-América surgiu há 20 anos através de um reduzido grupo de antropólogos da Universidade de Salamanca e do Instituto de Investigaciones Antropológicas de Castilla y León, visando “abrir um espaço privilegiado de diálogo e de exposição académica em sua especialidade, com um marcado carácter internacionalista, e, especialmente, ibero-americanista”.

As sessões plenárias do congresso decorrerão no auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,28 dez 2018 8:46

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  29 dez 2018 10:08

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.