Obras de Tutu Sousa na exposição de pintura lusófona em Macau

PorDulcina Mendes,5 out 2020 7:41

O artista plástico cabo-verdiano Tutu Sousa participa, a partir desta quarta-feira, em Macau, numa exposição de pintura lusófona, que pretende contribuir para “o aprofundamento das relações culturais entre a China e o mundo lusófono”.

Segundo um comunicado da organização do evento a que a Lusa teve acesso, além de Tutu Sousa, mais artistas contemporâneos lusófonos vão integrar esta exposição.

“No total, serão exibidos 27 trabalhos originais, três de cada artista”, de acordo com o comunicado da organização.

Estarão ainda presentes nesta exposição os trabalhos de Cristiano Mangovo, de Angola, Jayr Peny, do Brasil, Sidney Cerqueira, da Guiné-Bissau, Vítor Marreiros, de Macau, Suzy Bila, de Moçambique, Fernando Direito, de Portugal, Eva Tomé, de São Tomé e Príncipe e Dulce Martins, de Timor-Leste.

Patrocinada pelo Secre­tariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), a mostra dá continuidade à série de exposições, “Pontes de Encontro”, que o Clube Militar de Macau realizou nos últimos cinco anos.

A exposição de pintura lusófona contemporânea vai estar patente ao público no Clube Militar de Macau até 02 de Novembro.

No dia 2 de Outubro, Tutu Sousa participa na exposição de pintura intitulada “Konexon”, que vai acontecer num dos hotéis na capital do País. Nesta exposição, o artista plástico apresenta as suas obras juntamente com Helder Cardoso e Sidney Cerqueira da Guiné-Bissau.

Durante a pandemia Tutu Sousa tem apresentado, na sua galeria de arte na cidade da Praia, exposições tanto individual como colectiva, à porta fechada, o resultado dos trabalhos que tem realizado durante esta crise.

Para além disso, o artista plástico participou no programa “EnPalco100Artistas” do Ministério da Cultura, através do Bureau Exports Music Cabo Verde (BEM-CV), que tinha como objectivo a transferência directa de rendimentos para os artistas e criadores com residência fixa em Cabo Verde que vivem exclusivamente da arte e que devido às medidas de contingência e confinamento viram canceladas as suas actividades profissionais e artísticas, ou seja, a sua fonte de rendimento. O artista plástico tem feito várias exposições indivi­duais e colectivas em diversas ilhas e em alguns países da Europa, Estados Unidos e China, para além da realização de dezenas de pinturas de murais decorativos no Aeroporto Nelson Mandela, na Cidade da Praia, e no Aeroporto Amílcar Cabral, na ilha do Sal.

Além disso, Tutu Sousa tem o projecto Rua d’Arte no bairro de Terra Branca e pintura em mural em vários pontos na cidade da Praia e várias outras iniciativas.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 983 de 30 de Setembro de 2020.  

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,5 out 2020 7:41

Editado porSara Almeida  em  6 out 2020 7:42

pub.

pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.