Mandato da FCA alargado para quatro anos

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,7 jan 2018 9:20

Nelson Martins, presidente da FCA
Nelson Martins, presidente da FCA(Inforpress)

​A revisão do estatuto da Federação Cabo-verdiana de Andebol, visando o alargamento do mandato de dois para quatro anos, foi uma das novidades da assembleia-geral ordinária desta organização realizada ontm, em São Domingos, Santiago.

Em declarações à Inforpress, Nelson Martins, presidente federativo, considerou “oportuna” a revisão efectuada e explicou que a alteração vai permitir que “o mandato da FCA fique coincidente com o ciclo olímpico”.

Segundo Nelson Martins “o mandato da FCA vai ficar igual ao do Comité Olímpico Cabo-verdiano, evitando, em caso de um membro da federação perder a eleição, continue no Comité”, que tem um mandato de quatro anos.

“Com o mandato de dois anos, corria-se o risco de um membro da federação perder a eleição e continuar no Comité Olímpico Cabo-verdiano a exercer a função”, esclareceu Nelson Martins.

Ao fazer o balanço dos trabalhos da assembleia-geral, Nelson Martins considerou que “o encontro foi muito proveitoso”, tendo em conta que os participantes conseguiram aprovar instrumentos muito importantes para a Federação.

Durante o encontro foi também aprovado o novo regulamento geral da FCA, um instrumento que, segundo Nelson Martins, vai contribuir para uma melhor organização da federação.

O plano de actividades e orçamento para 2018 foi igualmente aprovado pelos membros da FCA durante a reunião ordinária.

Entre outras actividades constam do plano, a realização de festivais de mini-andebol em todas as regiões do país e a implementação de vários projectos, nomeadamente o “Conta Contigo”, que envolve os treinadores desta modalidade, num programa destinada aos mais pequenos.

“Temos também um outro projecto no domínio de formação voltado para mini-andebol que vai ser implementado em parceria com a Federação Internacional de Andebol. Um projecto que envolve professores de Educação Física e monitores de escolinhas em todo o país”, informou Nelson Martins.

A FCA prevê, igualmente, a realização de mais jogos de preparação e confraternização, bem como torneios internacionais em 2018, para que as selecções da modalidade tenham melhores prestações nas competições.

Os membros da FCA aprovaram o relatório de actividades da época desportiva 2016/17 e o relatório financeiro e contas de 2016/17.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,7 jan 2018 9:20

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.