Basquetebol: Fidel Mendonça quer levar Prédio à conquista do Nacional "o mais rápido possível"

PorExpresso das Ilhas,29 dez 2018 10:02

MVP de Cabo Verde dos últimos quatro anos, o basquetebolista internacional cabo-verdiano, Fidel Mendonça, galardoado em Novembro último como o Melhor Atleta residente, é o novo reforço da equipa de basquetebol do Prédio.

Deixa com "mágoas" o Bairro, depois de ter conquistado mais um campeonato de Cabo Verde para abraçar um novo projecto, sem sequer ter "percebido" este descaso com a nova direcção bairrense. No somatório de quatro temporadas seguidas ajudou o Bairro a conquistar três campeonatos de Cabo Verde, três campeonatos regional de Santiago Sul, entre outras taças.

Fidel Mendonça gaba-se que com as cores do Bairro conseguiu o título do melhor marcador em todas as competições que jogou com este emblema, com a particularidade de ostentar o estatuto do Melhor Marcador de todos os jogos em todas as competições, de tal forma que bateu o "recorde" de pontos ao somar 101 pontos em apenas dois jogos.

O ex-capitão e líder do Bairro considera que a mudança para o seu novo emblema já era esperado "depois de ter sido maltratado durante a última época", pelo que diz ter agarrado o interesse da direcção do Prédio que desde o ano transacto já manifestara a atenção nos seus serviços.

Neste sentido, considera super apelativo o projecto do Prédio para os próximos anos, pelo que decidiu abraçar este novo desafio em fazer deste emblema de Achada Santo António, uma grande equipa e ganhar todos os títulos em jogo.

Fidel Mendonça, que já conta no seu palmarés com o título do Melhor Marcador do Campeonato d'África, numa altura que integrou o "cinco ideal" do Afrobasket, onde também foi melhor triplista, admite que após a saída do técnico Hélio Varela, com quem foi ao Bairro para abraçar um projecto aliciante, tudo complicou.

"As coisas começaram a piorar no terceiro ano, mas estava expectante em como os laços seriam reforçados para continuar o projecto", afiança, sublinhando que a nova direcção bairrense não soube reconhecer a dedicação pelo seu trabalho já que vai em quase 25 anos, mas foi claro em afirmar que apesar de magoado, ingressa no seu novo emblema "super-motivado e com muita força e vontade" para ganhar novos títulos.

Reforços para projecto sustentável

Reconhece que o trabalho vai ser duro, mas que o foco está no título máximo de Cabo Verde, num projecto que passa pela dinamização do basquetebol no Prédio, visando uma interacção com os escalões de formação, de modo a fazer com que esta agremiação possa fazer do "basket" um produto forte para o clube e para a cidade.

Acredita que com reforços como Apity e Patrick o clube vai estar dotado de jogadores com grande potencial, que se juntam a atletas referenciados como a "prata da casa", designadamente Lamine, Victor, Gugs e aos jovens talentos como o salense Amine, e alguns jovens basquetebolistas oriundos do Tarrafal, o Prédio vai estar capacitado para ter uma grande equipa e atacar o campeonato num projecto sustentável ao longo dos anos.

Quanto à equipa técnica, não avançou nomes, mas disse ser um treinador certo para este grande desafio, pelo que perspectiva um campeonato muito competitivo, "mas com respeito pelos adversários e colegas das outras equipas" .Alerta, entretanto, que o Prédio já tem o grupo e que resta trabalhar para fazer deste conjunto uma grande equipa e "uma grande família".

Graduado no International Coaching Enrichment Certification Program, em Lausanne, Suíça, Fidel Mendonça almeja continuar a competir, ao mesmo tempo que estará empenhado no seu projecto social de basket que envolve os bairros limítrofes de Lém- Ferreira, Paiol, Achada Grande-Frente, Achada Grande-Trás, Jamaica e Coqueiro que possivelmente, num futuro próximo, poderá ser incluído no projecto do Prédio.

À família do basquetebol e do desporto cabo-verdiano endereçou uma mensagem de unidade à volta da Federação e da Associação, "liderados por pessoas que têm envidado todos os esforços para levar avante a modalidade" e chamou a atenção das entidades públicas e privadas no sentido de apoiar o basquetebol de formação porque "o basquetebol voltou à moda". 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,29 dez 2018 10:02

Editado porAntónio Monteiro  em  31 dez 2018 9:40

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.