Desporto e alterações climáticas

PorLeonardo Cunha,25 set 2020 7:27

1

No passado fim de semana, no dia 19 de setembro, o Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) em colaboração com outros parceiros realizou uma campanha de limpeza na Praia do Portinho (cidade da Praia), numa celebração do dia mundial da limpeza das praias.

Esta iniciativa mundial foi proposta pela LDIW (Lets Do It World) que convidou organizações da sociedade civil (como é o caso do COC) para participar num concurso internacional que visava promoção da limpeza de lixos urbanos e a educação ambiental.

Estas iniciativas, alem de simbólicas, podem ser de grande valor se consideradas num espectro mais amplo de atuação. Elas sobressaem a forma como Desporto pode ser parte da solução para os desafios da sustentabilidade ambiental. Uma das formas positivas de atuação das organizações ligadas ao desporto poderá passar pelas ligas desportivas profissionais. Os órgãos dirigentes dessas ligas podem implementar iniciativas para maximizar sua sustentabilidade e educação ambiental.

Um bom exemplo é a National Hockey League (NHL). A NHL se comprometeu a monitorar e medir o impacto da liga no meio ambiente e usar esses dados para desenvolver, encorajar e implementar mudanças para avançar em direção à sustentabilidade. O motivo para isso veio inicialmente do papel integral que o clima e a disponibilidade de água doce desempenham no futuro do hóquei.

Em 2014, a NHL divulgou um relatório de sustentabilidade. Ele detalha dados intensivos sobre o impacto ambiental de todos os aspetos da NHL, incluindo o consumo de energia dos rinques, viagens dos fãs e os refrigerantes usados para influenciar os jogadores individualmente. Em 2018, a segunda edição do relatório de sustentabilidade da NHL, que se concentrou nas seguintes três ações para melhorar a sustentabilidade: (1) Inovação, (2) Transformação e (3) Inspiração.

Outros exemplos vêm da World Sailing, que se tornou a primeira federação internacional a ser certificada com o prêmio ISO 20121 relativo a eventos sustentáveis. A Major League Baseball (MLB) igualmente conseguiu reutilizar um total de mais de 20.000 toneladas de resíduos desviados dos aterros tradicionais. A World Rugby também assinou a Declaração e Estrutura de Desportos para Ação Climática das Nações Unidas, prometendo incorporar a sustentabilidade ambiental em suas práticas, que viram mudanças como o uso de marcas mais genéricas para roupas de torneios e redução de roupas específicas para eventos para minimizar desperdícios e custos e apoiar o reaproveitamento de kit e equipamentos por meio do SOS Kit Aid.

Todas estas Ligas Profissionais tomaram a iniciativa de colocar a sustentabilidade ambiental na vanguarda de suas operações para preservar o mundo natural como o conhecemos. Por meio do esforço coletivo para integrar a sustentabilidade às operações, é possível vislumbrar um futuro que alia preservação ambiental ao Desporto.

As alterações climáticas são o maior desafio que a Humanidade poderá enfrentar e é necessário uma ação conjunta de medidas concertadas para a mitigação deste problema. O Desporto, por envolver ações de mobilização de massas poderá ter um papel fulcral neste desígnio. Esperemos uma visão adequada por parte dos dirigentes no desporto para incluir nos seus planos medidas concretas de promoção a preservação ambiental que de facto se podem tornar igualmente financeiramente sustentáveis para as suas organizações. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Leonardo Cunha,25 set 2020 7:27

Editado porSara Almeida  em  26 set 2020 8:41

1

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.