O treinador e a coesão social

PorLeonardo Cunha,22 abr 2022 7:32

Esta semana foi apresentado pela Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) o plano de formação de treinadores para o ciclo 2022 – 2026, onde inclui várias modalidades, eixos e dimensões. Como plano holístico de formação dos agentes desportivos que lidam diretamente com os atletas, este plano é de extrema importância para o desenvolvimento do futebol (e do desporto) em Cabo Verde.

Uma das competências importantes para ter em consideração com os treinadores (seja de que modalidade for) é a sua ação para a criação de um ambiente inclusivo e sem discriminação que vá de encontro com a coesão social. Para isso, os treinadores devem ser capacitados neste domínio para prática corrente da sua atividade com a população.

O objetivo 10 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de “redução das desigualdades sociais” da Agenda2030 das Nações Unidas, visa alcançar inúmeros vetores diretamente relacionados com a coesão social, inclusão social, económica e política, assim como garantir a igualdade de oportunidades e acabar com a discriminação. O desporto por si só não pode criar sociedades coesas, mas pode contribuir para a construção de relações e compreensão entre as divisões sociais, económicas e culturais.

Quando aplicado eficazmente, o desporto pode ensinar princípios fundamentais como a tolerância, a solidariedade, a cooperação e o respeito mútuo. O envolvimento no desporto pode proporcionar aos participantes a oportunidade de se conectarem com outros grupos e criarem uma identidade partilhada. Ao potenciar relações e redes, as atividades desportivas podem contribuir para um maior sentido de identidade e sentimento de pertença, o que pode levar a uma cidadania ativa fora do ambiente desportivo.

O desporto também pode fornecer um espaço seguro e adaptado para incluir pessoas com diferentes habilidades físicas ou mentais. As competências profissionais de um treinador são um aspeto fundamental para garantir que as crianças e os jovens desenvolvam competências em diferentes áreas.

O quadro a ser desenvolvido nesta temática centra-se nas competências profissionais dos treinadores e dá uma visão geral exigências ao nível da formação para fomentar o desenvolvimento de competências. Estas competências são sociais, metodológicas/estratégicas e específicas do desporto ao nível dos participantes. Deve existir um especial enfoque no desporto para a coesão social e inclusão da deficiência.

Existem várias competências sociais, metodológicas e específicas do desporto a serem desenvolvidas nas crianças e jovens por parte dos treinadores. Nas competências específicas do desporto, o treinador deve usar a sua capacidade de (1) apoiar e instruir o desenvolvimento específico da idade e da capacidade das competências motoras gerais (velocidade, resistência, coordenação, flexibilidade) dos participantes, (2) ajustar e modificar atividades para acomodar e incluir participantes com uma vasta gama de capacidades físicas e mentais, (3) apoiar e instruir o desenvolvimento de competências técnicas básicas (específicas do desporto) e (4) apoiar e instruir o desenvolvimento adequado à idade e capacidade de competências táticas básicas.

O trabalho diário do treinador é no campo das relações humanas e necessita ter formação complexa na gestão das interações positivas no desenvolvimento dos seus atletas e praticantes.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Leonardo Cunha,22 abr 2022 7:32

Editado porA Redacção  em  22 abr 2022 16:45

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.