Taekwondo: Grande-mestre Joseph Pina insta Cabo Verde a investir no desporto individual para alcançar títulos olímpicos

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,30 ago 2022 8:51

​O grande-mestre, Joseph Pina, fundador da Academia Boston Taekwondo, nos EUA, colégio responsável pela formação de vários internacionais cabo-verdianos e campeões mundiais, considera que Cabo Verde deve apostar nas provas individuais para ter melhores resultados internacionais.

O grande-mestre cabo-verdiano em taekwondo, Joseph Pina, fundador da Academia Boston Taekwondo, nos EUA, colégio responsável pela formação de vários internacionais cabo-verdianos e campeões mundiais, considera que Cabo Verde deve apostar nas provas individuais para ter melhores resultados internacionais.

O especialista que levou Cabo Verde à conquista da primeira e única medalha de ouro nos Jogos Africanos em taekwondo, proeza conquistada por Fredson Gomes nos VIII Jogos em Abuja 2003 (Nigéria), depois de ter levado o País, primeiramente, a ganhar a medalha de bronze nos Jogos Africanos de Joanesburgo, em 1999, considera que já é tempo de Cabo Verde definir modalidades para altas competições.

Dadas as limitações financeiras de um País arquipelágico, Joseph Pina, que tem acumulado várias experiencias internacionais, porquanto o nível elevado da sua graduação nesta disciplina de artes marciais lhe permite estar nas melhores competições mundiais, afirmou que o País deverá inspirar-se em países pequenos como Cuba, Bahamas, Jamaica, Granada para ter campeões mundiais e olímpicos.

Joseph Pina disse que não tem qualquer desprimor pelas modalidades colectivas, mas que o exemplo destes países das caraíbas poderia ser adoptado pelas autoridades desportivas nacionais, e que de há algum tempo a esta parte tem apostado na prospecção de atletas que melhor poderão representar Cabo Verde ao mais alto nível.

Explicou que doravante, este trabalho de descoberta de talentos nos Estados Unidos da América abrange as diversas disciplinas individuais em representação de boxe, atletismo, judo, karaté, taekwondo, de modo a preparar os jovens talentos focados em se qualificarem para os Jogos Olímpicos e Campeonatos do Mundo.

“Sempre tive um sonho alto que Cabo Verde iria ter atletas qualificados para Jogos Olímpicos e não ficar apenas pelos “wild-card” (convites). Temos boxeur nos EUA com um nível elevado, praticantes do atletismo que poderão contribuir para elevar o nível do desporto cabo-verdiano”, referiu este especialista internacional que em tempos levou o então pugilista Flávio Furtado a qualificar-se para os Jogos Olímpicos.

Adiantou que nos últimos tempos tem estado junto com diversas escolas e academias dos EUA, a trabalhar na descoberta/formação de talentos em modalidades individuais como boxe, atletismo, judo, taekwondo, de forma a detectar que atletas poderão disputar a qualificação para Jogos Olímpicos de Paris’2024 e mundiais.

É que para Pina, a melhor forma de Cabo Verde alcançar notoriedade desportivo passa, essencialmente, por uma aposta determinada no desporto individual, “primeiramente por ser muito mais económico que o desporto colectivo”, razão pela qual considera que o arquipélago deve começar a trabalhar para ganhar provas olímpicas e mundiais.

Projectar Cabo Verde através do seu potencial turístico juntamente com as vitórias em provas olímpicas e mundiais seria para este especialista “ouro sobre azul”, razão pela qual revelou que assim como tem detectado atletas no estrangeiro, já tem identificados atletas com potencial em Cabo Verde, mas que prefere levá-los aos EUA para treinar com técnicos de nível para se tornarem verdadeiros campeões.

Garantiu que Cabo Verde está dotado de bons atletas em desportos individuais, mas que carecem de oportunidades para se tornarem olímpicos e mundialistas, com “menos custos para o Governo”.

“Tenho treinado muitos campeões do mundo nas artes marciais nos EUA. Sei o tempo que leva para formar atletas para conquistar títulos mundiais ou de África. Quero transmitir toda a minha experiência a favor de Cabo Verde. Imagina a visibilidade que Cabo Verde terá se ganhar uma medalha olímpica”, realçou.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,30 ago 2022 8:51

Editado porAndre Amaral  em  30 ago 2022 17:10

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.