Aeroporto da Cidade da Praia vai ser ampliado e modernizado com apoio do BAD

PorExpresso das Ilhas,26 jun 2013 15:52

O Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na Cidade da Praia, construído em 2005, vai ser ampliado e modernizado em 2014, com apoio financeiro do Banco Africano de Desenvolvimento, segundo um acordo assinado na terça-feira.

O acordo assinado entre o Governo de Cabo Verde e o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), no montante de 32,8 milhões de euros, vai permitir o financiamento das obras, que terão a duração de dois anos.

O BAD consignou 28,7 milhões de euros (3,1 milhões de contos), enquanto o Governo cabo-verdiano assegura os restantes 4,1 milhões de euros para um projecto que exclui a possibilidade de a pista ser aumentada, impossibilitando a aterragem e descolagem de aviões de grande porte.

A convenção visa financiar a ampliação e a remodelação do terminal de passageiros, com o acrescento de uma nova área coberta de 6.000 metros quadrados (m2) no espaço actualmente ocupado pelo parque de estacionamento.

A nova área vai albergar um "hall" público e o novo "chech-in concourse", com 2.000 m2, uma área comercial com 1.444 m2 e dois espaços comuns fechados: um para chegadas e outro para as partidas domésticas e internacionais.

Este espaço, explicou à Inforpress o presidente da empresa Aeroportos e Segurança Aérea (ASA), Mário Paixão, vai absorver a zona de triagem de bagagens e a área de ligação com a aerogare existente, a qual acolherá as instalações da alfândega, o controlo de segurança e o controlo de passaportes.

A segunda componente do projecto vai ser a ampliação da plataforma de estacionamento de aeronaves em mais 10.500 m2 no sentido nordeste do aeroporto.

Este espaço eleva a capacidade do "parking" de quatro para seis aeronaves de classe C e D, tipo Airbus A319 e A321e Boeing B737 e B/57, ou mais três ATR, em configuração flexível, disse Mário Paixão.

Reorganizado e melhorado será também o terminal de carga, cujo objectivo é dar resposta ao crescimento presente e futuro da carga aérea que, neste momento, se reparte equitativamente entre o doméstico e internacional, salientou Mário Paixão.

Os 1.400 m2 das instalações existentes serão distribuídos por uma zona de importação (745 m2), outra de exportação (450 m2) e uma administrativa (260 m2).

O projecto conta também com a criação de espaços de recepção, atendimento e entrega, bem como uma zona de armazenamento de mercadorias perecíveis.

As instalações de bombeiros serão também adequadas, acrescentou o responsável, para quem as obras no aeroporto da Cidade da Praia "vão resolver os constrangimentos actuais" relacionados com o acerto da capacidade dos terminais, dos fluxos, dos processos e do nível de serviço aos passageiros.

O acordo foi rubricado pela ministra das Finanças, Cristina Duarte, e pela directora Regional do BAD para Cabo Verde, Leila Mokadem, na presença do ministro do Turismo, Indústria e Energia cabo-verdiano, Humberto Brito.

 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,26 jun 2013 15:52

Editado porElsa Vieira  em  26 jun 2013 16:02

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site