Câmara de Comércio do Barlavento pede "sensibilidade maior" ao CCV

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,14 mai 2019 9:20

O director do Gabinete de Promoção Empresarial da Câmara de Comércio do Barlavento (CCB) disse em conferência de imprensa, no Mindelo, que “não está fácil” organizar deslocações de empresários de Cabo Verde ao exterior, por dificuldades na obtenção de vistos.

José Lopes, em conferência de imprensa para abordar a importância das missões empresariais da CCB ao exterior, respondeu a perguntas dos jornalistas e pediu “sensibilidade maior e alguma flexibilidade” ao Centro Comum de Vistos (CCV) já que, lançou, “se as coisas continuarem como estão” as possibilidades de organização de missões tornam-se “cada vez mais difíceis” e “por vezes impraticável”.

“Sem pedir nenhum tratamento de favor”, continuou a mesma fonte, a CCB entende que os interesses são de ambos os lados, de Cabo Verde, por um lado, indicou, que procura o exterior para desenvolver negócios, mas também dos próprios países que os empresários visitam, do outro.

“Acreditamos, por isso, que no futuro possa haver uma abertura maior porque percepcionamos que as dificuldades, a burocracia e as exigências são cada vez maiores”, concretizou José Lopes.

“Mas estamos em diálogo permanente e esta questão já foi colocada às instâncias cabo-verdiana, mas sobretudo estamos num diálogo construtivo com as representações dos países”, precisou.

O responsável apontou o reforço do diálogo entre as partes para aguardar que “as coisas possam melhorar” no futuro.

“Um diálogo maior pode favorecer, e sempre que houver dúvidas a via terá que ser a do diálogo, pois a CCB terá a porta sempre aberta para esclarecimentos sobre os pedidos de visto que liderar”, asseverou.

Num outro ponto da sua comunicação, o director do Gabinete de Promoção Empresarial da Câmara de Comércio do Barlavento informou que a instituição tem em preparação, para início do mês de Junho, uma missão às Ilhas Canárias que tem como base “a retoma e o reforço dos laços empresariais e institucionais” com a Câmara de Comércio, Industria e Navegação de Las Palmas.

Trata-se, sintetizou, de uma feira multi-sectorial em que participarão várias empresas de vários quadrantes e sectores, e a missão deve permitir aos empresários cabo-verdianos uma visita à Fisaldo, uma feira de oportunidades.

Logo a seguir a esta missão será anunciada uma outra, desta feita à ilha da Madeira (Portugal), que contempla a participação na Expo Madeira, no quadro das relações da CCB com a Associação Comercial da Madeira.

José Lopes considerou que quando a CCB prepara qualquer missão empresarial ao estrangeiro “o foco principal é aumentar a competitividade” da economia de Cabo Verde, “numa palavra”, concretizou, “internacionalizar a actividade das empresas e a própria economia”, obedecendo a uma estratégia lado-a-lado com os sectores estratégicos da economia do arquipélago, definidos pelo Governo.

Estas declarações do responsável da Câmara de Comércio de Barlavento surgem na sequência da decisão da Câmara do Comércio do Sotavento de suspender as missões empresariais a Portugal por causa do que entende ser a recusa continuada de atribuição de vistos a empresários cabo-verdianos.

O Conselho directivo, em sessão ordinária, resolveu não só interromper qualquer contacto com Portugal como encorajar os seus associados a procurarem outros parceiros e fornecedores fora de Portugal.

Em carta enviada, no passado dia 1 de Abril, à embaixadora portuguesa em Cabo Verde, a Câmara de Comércio de Sotavento (CCS) mostra-se “desagradada” com o mau tratamento sistemático aos empresários cabo-verdianos, leia-se, as várias recusas de vistos para viajarem para Portugal em missões empresariais.

Segundo o documento, a que o Expresso das Ilhas teve acesso, a CCS tem recebido “queixas frequentes de empresários cabo-verdianos relativas ao processo de pedido de vistos, no Centro Comum de Vistos (CCV) que, sem razão aparente, tem criado todo o tipo de dificuldades no atendimento e na concessão de vistos a essa classe empresarial”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,14 mai 2019 9:20

Editado porAndre Amaral  em  15 mai 2019 8:33

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.