Cabo-verdianos não conseguem poupar dinheiro

PorDulcina Mendes,10 ago 2020 14:23

1

A maior parte (93,2%) dos inquiridos no segundo trimestre do ano de 2020 considerou que a actual situação económica do país não permite poupar dinheiro.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), no segundo trimestre do ano 2020, o indicador de confiança no consumidor manteve a tendência descendente do último trimestre. 

Os dados apurados mostram que o indicador de confiança registou o valor mais baixo dos últimos seis trimestres consecutivos, situando-se abaixo da média da série. O referido indicador evoluiu negativamente face ao mesmo período do ano 2019 e revela-se uma diminuição da confiança das famílias cabo-verdianas. 

Conforme o INE, notou-se, ainda, uma evolução negativa comparativamente ao trimestre homólogo. “No trimestre homólogo, esse percentual era de 66,2%, o que representa uma diferença de 27,0 pontos percentuais (P.P) entre os dois períodos”.

O Inquérito de Conjuntura no Consumidor referente ao 2.º trimestre de 2020 realçou que apenas 6,6% dos inquiridos afirmaram ser possível poupar algum dinheiro com a actual situação económica do país sendo que, no trimestre homólogo, esta percentagem era de 21,7%, registando uma diminuição de 15,1 p.p.

De acordo com os inquiridos, para os próximos 12 meses, tanto a situação financeira das famílias como a situação económica do país deverão evoluir negativamente face ao trimestre homólogo.

Para as famílias inquiridas, os preços de bens e serviços, deverão aumentar e o desemprego diminuir ligeiramente face ao trimestre homólogo.

No 2º trimestre de 2020, cerca de 14% dos inquiridos asseguraram que provavelmente irão comprar uma casa ou construir uma casa nos próximos dois anos (22% no 2º trimestre de 2019), correspondendo a um decréscimo de 8,0 p.p.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,10 ago 2020 14:23

Editado porSara Almeida  em  11 ago 2020 15:20

1

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.