Edição 857 – 2 de Maio

PorExpresso das Ilhas,2 mai 2018 0:04

Nesta edição, o Expresso das Ilhas dá destaque à entrevista com Alexandre Monteiro: É possível baixar o custo da energia em 25% até ao fim da legislatura. Preparam-se alterações, algumas delas drásticas, no sector da energia em Cabo Verde.

As peças vão sendo encaixadas e pretende-se construir um puzzle que traga mudanças, tanto na produção como no consumo. Da tarifa social da electricidade à introdução do fuel 380, da mobilidade eléctrica à operacionalização do programa SCADA, Alexandre Monteiro, ministro que tutela o sector, explica ao Expresso das Ilhas as transformações que estão a ser planeadas e quais os efeitos que terão sobre os consumidores cabo-verdianos.

Também neste número, Mulheres armadoras: Negócios do mar no feminino. Ainda não se fazem ao mar como os pescadores de barba rija e pele encardida pelo sol e maresia. Mas da terra firme, as mulheres lideram embarcações de pesca, pilotadas por marinheiros. Almirantes em terra, comandam expedições de caça no oceano. Gerem o negócio, cuidam da logística, até dos recursos humanos, e vislumbram áreas de investimentos futuros.

António Lopes da Silva. “A Política cultural para Praia ultrapassa o KJF e a AME”. Poucos saberão que no edifício do Paços do Concelho da Praia funcionou o primeiro liceu de Cabo Verde. Fundado em 1860, durou apenas dois anos, ficando a história praticamente esquecida. Foi nesse emblemático edifício que fomos ouvir António Lopes da Silva (o Tober), vereador do pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Praia que quer que os praienses saiam das suas zonas e conheçam verdadeiramente a cidade. Uma cidade que aos 160 anos assume a sua identidade de Cidade Criativa e busca formas de incrementar o seu potencial.

Acessibilidades: Consciencializar e fiscalizar para cumprir a lei. A nível mundial, cada vez mais cidades buscam formas de se tornarem cidades acessíveis e assim tornarem-se um modelo para os seus cidadãos no que à mobilidade toca. Há cerca de 18 anos, o arquitecto e urbanista Hélder Paz Monteiro começou a pensar na questão da acessibilidade no país. Viria a tomar a iniciativa de criar um grupo que acabou por estar na origem do decreto-lei que, em 2011, passou a enquadrar a acessibilidade nos centros urbanos de Cabo Verde. Sete anos passados, o mesmo procura agora criar um novo grupo que funcione como lobby para a efectiva aplicação da lei.

Insegurança no Sal: População quer mais polícias e mais meios de combate à criminalidade. População do Sal está receosa com o aumento da insegurança na ilha. Os assaltos sucedem-se e já nem os turistas escapam. O último assalto a turistas “teve uma técnica assustadora”, revela um morador da ilha.

Cabo Verde e Senegal estreitam laços. O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca e a sua comitiva reavivaram e cimentaram laços afectivos, políticos e económicos com o Senegal em visita oficial que decorreu de 25 a 28 de Abril. De destacar ainda, a intensificação dos laços logísticos, com uma prevista parceria entre a Air Senegal e a Binter Cabo Verde, com vista ao aumento das ligações aéreas, bem como a garantia dada de que ambos os países vão acelerar o dossier da ligação marítima, cumprindo um desígnio há muito desejado.

No interior, a opinião de César Monteiro, Hermano Almeida: o percurso de uma vida marcada pela música; de Casimiro de Pina, Dez mitos do comunismo internacional; de Manuel Brito-Semedo, Sôdad de nôs paquêt; e de Maria Nadolu, Cabo Verde, pequeno país eu te amo muito. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,2 mai 2018 0:04

Editado porDulcina Mendes  em  2 mai 2018 16:04

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.