Edição 1056

PorExpresso das Ilhas,23 fev 2022 0:01

A entrevista com o ministro da Agricultura e Ambiente faz a manchete da edição desta semana do Expresso das Ilhas.

O mau ano agrícola, a insegurança alimentar, os apoios que vão ser dados a agricultores e criadores de gado, mas também as novas tecnologias ao serviço da agricultura e da agro-pecuária nacional são os temas desta conversa com o ministro que tutela as pastas da Agricultura e Ambiente.

Também em destaque está a entrevista com Dulce Lush. Em conversa com o Expresso das Ilhas, a antiga professora e autora de vários artigos sobre a problemática linguística em Cabo Verde analisa os vários discursos proferidos por experts, académicos e políticos durante estes dias para concluir que houve uma certa babelização do debate sobre a oficialização da língua cabo-verdiana.

Na edição desta semana do Expresso das Ilhas chamamos a atenção sobre o impacto que a criminalidade tem sobre as vítimas de assaltos. Por ano, há em Cabo Verde milhares de caçubodis, furtos, assaltos a residências. Para além dos danos e perdas monetárias, são actos que, em menor ou maior grau, têm também custos psicológicos para as vítimas. Geralmente o “trauma” é leve, e ultrapassa-se sem ajuda, em curto tempo. Outras vezes, é algo que condiciona a qualidade de vida e bem-estar das vítimas por longo período. Depende da personalidade e estado emocional das vítimas, bem como da intensidade do acontecimento, e cada caso é, pois, diferente. Mas importa olhar esse lado esquecido da chamada pequena criminalidade e o preço pago por quem a sofre.

Na economia destacamos mais um aviso feito pelo Banco Mundial. Não há espaço para complacência política, diz aquela instituição. A crise global de saúde pública depressa escalou para uma crise económica mundial, a maior do século, que fez cair o crescimento e aumentar a pobreza. Os riscos de insegurança financeira subiram por causa da falta de transparência. O novo Relatório do Banco Mundial – Financiamento para uma recuperação equitativa – concentra-se nestes riscos económicos inter-relacionados que famílias, empresas, instituições financeiras e governos enfrentam como consequência da crise.

Falamos também sobre a mais recente cimeira realizada entre a União europeia e a União Africana que Africana lançou as bases para um novo modelo de cooperação entre os dois blocos. Cabo Verde quer aproveitar oportunidades e submeter projectos elegíveis.

A ler, igualmente, os textos de opinião de Hélio Sanches com ‘Cimeira Europa- África: por uma Parceria Estratégica e Pragmática entre os dois continentes’ e de Adriana Carvalho com ‘O Professor Antero Barros’.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,23 fev 2022 0:01

Editado porAndre Amaral  em  23 fev 2022 14:33

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.