A luz azul dos ecrãs pode potenciar a cegueira, alertam cientistas

PorExpresso das Ilhas,21 ago 2018 6:14

Os aparelhos móveis emitem uma luz que pode causar degeneração macular relacionada com a idade, uma doença que afecta essencialmente pessoas com mais de 55 anos e que pode levar à cegueira.

Uma investigação recente,publicada narevistaScientificReports, avaliou as consequências que a luz azul dos ecrãs desmartphones, computadores portáteis outabletspode ter na visão. E se é daquelas pessoas que passa tempos e tempos, antes de dormir, a navegar nos mais diversossitesou redes sociais, deve ter mais cuidado com o uso destes aparelhos, dizem os autores. Isto porque uma exposição prolongada à luz azul emitida pelos ecrãs, além deinterferir com o sono, pode causar danos irreversíveis nos olhos e acelerar a cegueira.

Não era novidade para os investigadores que a exposição à luz provoca danos na retina ocular, porém, “o mecanismo subjacente [a este fenómeno] não estava claro”, diz o artigo, citado pelo jornal Público. Por isso, esta investigação feita em laboratório (em ratinhos) tinha como objectivo analisar a degeneração das células.

Actualmente,“estamos a ser expostos à luz azul continuamente e a córnea e a lente do olho não são capazes de bloqueá-la ou reflecti-la”, pelo que ela penetra na retina acabando por afectá-la, explicaem comunicadoAjithKarunarathne, professor do departamento de química e bioquímica da Universidade de Toledo (Estados Unidos) e autor do estudo.

Por outras palavras, a luz azul emitida pelos aparelhos, que tem um menor comprimento de onda e uma maior energia face às outras cores, transforma as moléculas presentes na retina do olho em moléculas“assassinas” dascélulas fotorreceptoras através da libertação de substâncias nocivas. O que pode ser preocupante, visto que estas células do olho não regeneram. “Quando elas estão mortas, estão mortas para sempre”, esclarece KasunRatnayake, estudante de doutoramento na Universidade de Toledo e co-autor do estudo, citado pela mesma fonte.

“Não é segredo nenhum que a luz azul prejudica a nossa visão ao danificar a retina do olho. As nossas experiências explicam como isso acontece, e esperamos que isso leve a terapias que retardem a degeneração macular, como um novo tipo de colírio” (gotas para os olhos), acrescenta Karunarathne.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 872 de 14 de Agosto de 2018.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,21 ago 2018 6:14

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 ago 2018 6:14

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.