Huawei oferece “power banks” a quem estava na fila para comprar iPhones

PorExpresso das Ilhas,1 out 2018 6:12

​Num golpe de marketing que correu mundo, a rival chinesa da Apple distribuiu power banks a quem esperava na fila pelo novo iPhone, em Singapura. Uma cortesia que ataca o calcanhar de Aquiles do novo produto: a fraca bateria.

Quando a Apple lança um novo produto, já se sabe que, em várias partes do mundo, os entusiastas da marca vão fazer filas para serem os primeiros a adquirir o gadget. O lançamento iPhone XS e iPhone XS Max, no final de semana, não foi excepção.

Mas as notícias mais interessantes não vêm de nenhuma acção da gigante americana, mas sim da sua rival chinesa: a Huawei. Num golpe de marketing, a Huawei conseguiu não só dar mais nas vistas do que os novos iPhones como ainda “gozou” com o calcanhar de aquiles destes produtos, de forma original.

Em Singapura, vários jovens com t-shirts com a marca chinesa abordaram os fãs da Apple que estavam “acampados” à porta da loja e entregaram-lhes, gratuitamente, baterias portátis da Huawei.

“Aqui está um powerbank. Você vai precisar dele. Cortesia HUAWEI”, dizia a embalagem.

No total foram entregues cerca de 200 power banks, com cada aparelho a valer cerca de 50 euros.

A ideia é satirizar o iPhone pela sua pretensa baixa autonomia. Segundo recentemente revelado o iPhone XS tem apenas uma bateria de 2,942mAh, e o iPhone XS Max não vai além dos 3,174mAh. Para comparar, a do P20 Pro da Huawei tem 4,000mAh. Embora, dizem os especialistas, não se possa estabelecer uma relação directa entre a capacidade da bateria e a autonomia efectiva (porque isso depende da forma como o software gere a energia disponível), a capacidade dos novos iPhones está bem abaixo das expectativas dos fãs.

Na primavera a Huawei já tinha ultrapassado a Apple, passando a ocupar o lugar de segunda marca com mais vendas de smartphones em todo o mundo. No primeiro lugar continua a sul-coreana Samsung.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 878 de 26 de Setembro de 2018.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,1 out 2018 6:12

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  1 out 2018 6:12

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.