Cientistas conseguiram falar em tempo real com pessoas em sonhos lúcidos

PorExpresso das Ilhas,22 fev 2021 9:51

Pela primeira vez, cientistas conseguiram comunicar com sonhadores lúcidos. Confrontados com problemas matemáticos simples, alguns voluntários conseguiram responder durante o sonho.

“Há estudos de sonhadores lúcidos comunicarem para fora dos sonhos e de se lembrarem de fazer determinadas tarefas (…), mas há pouca investigação sobre estímulos para dentro dos sonhos”, explica Karen Konkoly, estudante da Universidade de Northwestern e líder do trabalho no qual investigadores afirmam terem conseguido falar em tempo real com pessoas em sonhos lúcidos.

Os sujeitos que participaram no estudo responderam correctamente a questões básicas que lhes foram sendo feitas enquanto estavam na fase REM (fase do sono na qual ocorrem os sonhos mais vívidos) e a sonhar.

O grupo de 36 sujeitos contém participantes de vários países, incluindo pessoas com experiência de sonhos lúcidos e outros menos familiarizados com o tema. O sonho lúcido acontece quando uma pessoa tem consciência de que está a sonhar, podendo inclusive ser capaz de controlar algumas acções no sonho, assim como ter recordações nítidas sobre o mesmo depois de terminar.

Os investigadores colocaram eléctrodos próximo dos olhos, escalpes e queixos dos sujeitos voluntários para medir ondas cerebrais e monitorizar o movimento dos olhos para aferir quando entravam em fase REM e depois perguntar-lhes se estavam a sonhar. Em caso de resposta afirmativa, e se percebessem a pergunta, os sonhadores deviam movimentar os olhos num padrão previamente combinado. Além do movimento dos olhos, também padrões realizados com contorções faciais serviram como resposta pré-combinada. Um dos pacientes, por exemplo, respondeu correctamente à pergunta de “oito menos seis”, repetindo a resposta certa por duas vezes.

Apesar do avanço, 60% dos testes não surtiram qualquer resposta. No entanto, os investigadores estão contentes pelo facto de que 18% terem resultado em comunicação clara e precisa por parte do sonhador, 17% ter produzido respostas indecifráveis e 3% ter dado respostas erradas, noticia a publicação Vice.

Alguns dos participantes referiram ainda ter lembranças de terem falado com os investigadores no meio do sonho, descrevendo sons como de um narrador ou de um locutor de rádio a aparecerem vindos de fora do contexto do sonho. Os sujeitos indicam lembrar-se das perguntas e muitos deles também das respostas que foram dando.

Os investigadores pretendem agora alargar o estudo a mais pacientes e construir mais experiências que lhes permitam explorar uma comunicação bidireccional com os sonhadores lúcidos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,22 fev 2021 9:51

Editado porAndre Amaral  em  22 fev 2021 9:51

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.