Cientistas descobrem novo “sistema de mensagens” nas células que torna a gordura no sangue ainda mais perigosa

PorExpresso das Ilhas,18 abr 2022 7:50

Cientistas descobriram que as células conseguem enviar sinais entre si, provocando um maior nível de stress nestes organismos e eventualmente agonizar as sintomatologias de algumas doenças.

As consequências negativas da presença de gordura no sangue, muitas vezes provocada pela obesidade, está há muito documentada. No entanto, os cientistas não deixam de avançar com novos estudos que aprofundem o impacto deste diagnóstico na generalidade da saúde humana. Segundo o Science Alert, citado zap.aeiou.pt, a gordura causa stress adicional às células musculares, danifica a sua estrutura e o seu funcionamento. A novidade que o novo estudo vem introduzir é a capacidade destas células em transmitir sinais a outras células e causar mais danos.

Estes sinais podem assumir a forma de moléculas chamadas ‘ceramidas‘. Regra geral, o seu trabalho é reduzir o stress nas células, mas em doenças metabólicas a longo prazo, como a diabetes tipo 2, elas podem mesmo matar as células e fazer com que os sintomas associados a essa doença se tornem mais severos.

“Apesar de a pesquisa ainda estar numa fase inicial, a nossa descoberta pode ser a base para novas terapias ou abordagens terapêuticas tendo em vista a prevenção de doenças cardiovasculares ou metabólicas – como a diabetes – em pessoas com elevados níveis de gordura no sangue”, descreve Lea Roberts, fisiologista molecular da Universidade de Leeds, no Reino Unido, citada pela mesma fonte.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 1063 de 13 de Abril de 2022. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,18 abr 2022 7:50

Editado porA Redacção  em  18 abr 2022 7:50

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.