Humidade criada dentro das máscaras ajuda a combater COVID-19

PorExpresso das Ilhas,15 fev 2021 10:43

Investigadores do National Institutes of Health apresentam evidências de que a humidade criada dentro da máscara pode ajudar a combater doenças respiratórias, incluindo a COVID-19.

O estudo que foi publicado no Biophysical Journal mostra que as máscaras aumentam substancialmente a humidade do ar que o utilizador da máscara inspira.

Esse nível mais alto de humidade inalada pode, segundo os investigadores, ajudar a explicar por que o uso de máscaras tem sido associado à menor gravidade da doença em pessoas infectadas. Isto porque a hidratação do trato respiratório é conhecida por beneficiar o sistema imunitário.

Estes níveis de humidade podem limitar a propagação de um vírus para os pulmões, promovendo a depuração mucociliar, um mecanismo de defesa que remove o muco e as partículas potencialmente prejudiciais dos pulmões.

A acrescentar, níveis elevados de humidade também podem fortalecer o sistema imunitário, produzindo proteínas especiais, chamadas interferons, que lutam contra os vírus.

O estudo testou uma máscara N95, uma máscara cirúrgica descartável de três camadas, uma máscara de algodão-poliéster de duas camadas e uma máscara de algodão.

Os investigadores mediram o nível de humidade fazendo os voluntários respirar para uma caixa de aço lacrada. Quando a pessoa não usava máscara, o vapor de água do ar exalado enchia a caixa, levando a um rápido aumento da humidade dentro da caixa.

Quando a pessoa usava máscara, a acumulação de humidade dentro da caixa diminuía bastante, devido à maior parte do vapor de água que permanece na máscara, condensando-se e sendo novamente inalado.

Os resultados mostraram que todas as quatro máscaras aumentaram o nível de humidade do ar inspirado.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,15 fev 2021 10:43

Editado porAndre Amaral  em  2 mar 2021 19:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.