Polícia de países africanos na cauda do ranking global de avaliação

PorExpresso das Ilhas,22 dez 2017 12:49

Botwana, Ruanda, Algeria e Senegal estão entre os países que têm a melhor polícia em África segundo o World Internal Security and Police Index (WISPI). A Nigéria é a última classificada a nível global, sendo imediatamente precedida pela República Democrática do Congo, Quénia e Uganda.

A avaliação referente ao ano de 2016, divulgada no mês passado, contempla no geral 127 países (sendo 30 deles africanos) e é estabelecida pelo índice de segurança interna de cada país.

O índice mede a capacidade das instituições policiais do mundo inteiro em oferecer serviços de segurança eficazes e de medir a confiança do público em tais serviços.Capacidade, processo, legitimidade e resultados são os quatro domínios avaliados com recurso a 16 indicadores entre os quais número de efectivos policiais, capacidade prisional, corrupção, confiança na polícia, taxa de homicídio e crimes violentos e terrorismo.

Singapura é o país melhor avaliado pelo WISPI, seguida pela Finlândia e Dinamarca. Apenas quatro países não-europeus estão no top 20.

Botswana (47º) Ruanda (50º) Algeria (58º) são o top 3 no ranking africano cujos últimos classificados são também os piores no cômputo global: Nigéria (127º), República Democrática do Congo (126º) e Quénia (125ª).

A nível da lusofonia Portugal é o melhor posicionado (21º). O Brasil surge na 94ª posição e Moçambique está entre os piores classificados (122º). Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste não se encontram entre os países avaliados.

Segundo o relatório final do WISPI a transição de m tipo de governo para outro é um momento crucial na vida dos países em que questões ligadas à segurança interna frequentemente despontam.

O relatório aponta que a segurança interna dos países continuará a ser no futuro uma questão séria, sendo que o terrorismo continua a ser uma das maiores ameaças á segurança interna dos países.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,22 dez 2017 12:49

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  22 dez 2017 12:49

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.