Movimento 5 Estrelas quer negociar governo com Partido Democrata

PorExpresso das Ilhas, Lusa,26 abr 2018 17:13

Luigi di Maio
Luigi di Maio

O Movimento 5 Estrelas pediu hoje "um esforço" ao Partido Democrata para negociar um governo que permita desbloquear o impasse político, quase dois meses depois das legislativas de Itália, defendendo que a alternativa é convocar novas eleições.

Luigi di Maio, líder do Movimento 5 Estrelas (M5S, antissistema) reuniu-se hoje com o presidente da Câmara dos Deputados, Roberto Fico, seu correligionário, encarregado na segunda-feira pelo Presidente italiano, Sergio Mattarella, de mediar conversações entre o M5S e o Partido Democrata (PD, centro-esquerda).

A decisão do Presidente foi anunciada depois de fracassarem as negociações entre o M5S e a Liga (ex-Liga do Norte, nacionalista), coligada nestas eleições com a Forza Italia (FI, centro-direita) e os Fratelli d'Italia (extrema-direita).

E depois de o PD, que governou nos últimos cinco anos, mas obteve nas legislativas de 04 de Março o seu pior resultado, 18,8%, ter voltado atrás na recusa de qualquer coligação com a direita ou com o M5S uma vez fracassadas as negociações com a direita nacionalista.

Em declarações à imprensa após o encontro de hoje, Di Maio pediu "um esforço" ao PD, advertindo que a alternativa é convocar novas eleições, nas quais o seu partido "sairia reforçado".

A coligação de direita venceu as legislativas de Março com 37%, ficando aquém da maioria parlamentar que lhe permitiria formar governo sem o apoio de outros partidos, e o M5S foi o partido individualmente mais votado com 32,6%.

Di Maio disse que fará "todos os possíveis" para abrir negociações com o PD para "um acordo de governo" que promova soluções para "os problemas dos italianos por resolver há 30 anos".

Um tal acordo, adiantou, será submetido ao voto dos militantes do M5S através da Internet, um método utilizado frequentemente pelo partido para decisões importantes.

Antes do encontro com Di Maio, Roberto Fico recebeu o secretário-geral interino do PD, Maurizio Martina, que disse aos jornalistas que a direcção do partido se vai reunir a 03 de maio para avaliar eventuais negociações com o M5S, possibilidade que divide o partido.

"Decidimos convocar a nossa direcção nacional" para decidir "se e como participar em negociações", disse Martina.

O dirigente reconheceu que o M5S deu importantes "passos em frente", mas disse "não esconder as dificuldades" que existem entre os dois partidos.

Na terça-feira, Martina tinha dito que valoriza positivamente o fim das tentativas do M5S para um acordo de governo com a Liga, pelo que o seu partido deve analisar a nova situação.

"A direcção nacional deve valorizar, avaliar e debater este novo caminho", disse Martina.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,26 abr 2018 17:13

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  26 abr 2018 17:38

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.