Primeiro-ministro da Dinamarca demite-se após legislativas

PorExpresso das Ilhas, Lusa,6 jun 2019 14:32

O primeiro-ministro da Dinamarca, o liberal Lars Loekke Rasmussen, demitiu-se hoje, na sequência do resultado das eleições legislativas, que deram a vitória aos partidos de esquerda e uma grande derrota aos populistas que apoiavam o Governo.

A demissão do primeiro-ministro é o primeiro passo para que os sociais-democratas do centro-esquerda possam tentar formar um Governo minoritário e sem coligações.

A líder do partido mais votado, Mette Frederiksen, vai começar de imediato conversações para formar a base do Governo, depois de ter rejeitado uma aliança com os liberais de Loekke Rasmussen.

Na quarta-feira, Rasmussen reconheceu a derrota nas legislativas, ganhas pelos social-democratas.

O Partido Liberal, à frente do governo dinamarquês em 14 dos últimos 18 anos, obteve uma pontuação positiva, acima da alcançada em 2015, com 23,4% dos votos, de acordo com os resultados que são quase finais.

No entanto, ficou atrás dos social-democratas, que somaram 25,9% dos votos, e os seus aliados de direita perderam terreno neste ato eleitoral.

O Partido Popular Dinamarquês, de direita, uma força central na política dinamarquesa desde o início dos anos 2000, teve um resultado negativo e perdeu mais de metade dos votos, caindo da segunda para a terceira posição.

Os ecologistas do Partido Popular Socialista são um dos grandes vencedores das eleições e devem duplicar a sua representação parlamentar, reunindo entre 7,4 e 8,3% dos votos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,6 jun 2019 14:32

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  6 jun 2019 14:32

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.