Mais de 50 pessoas decapitadas por terroristas em Moçambique

PorExpresso das Ilhas,10 nov 2020 15:44

Mais de 50 pessoas foram decapitadas no norte de Moçambique por um grupo de radicais islâmicos, de acordo com a BBC. Os membros desta milícia transformaram um campo de futebol de uma aldeia num campo de execução.

Na passada sexta-feira, o grupo islâmico atacou de surpresa a aldeia de Nanjaba, na província de Cabo Delgado, disparando contra várias pessoas e incendiando várias habitações. Duas pessoas foram imediatamente decapitadas e várias mulheres violadas.

Depois, o grupo islâmico atacou a aldeia de Muatide, tendo a ofensiva atingido níveis nunca antes vistos: os militares transformaram um campo de futebol nos arredores num campo de extermínio.

De acordo com a BBC, que cita media locais, militantes islâmicos terão transformado um campo de futebol do vilarejo num "campo de execução", onde decapitaram dezenas de pessoas e violentaram os corpos.

A publicação The Times também dá conta do ataque e descreve que várias mulheres e meninas foram desmembradas e mortas, depois de as suas casas terem sido incendiadas. Os acontecimentos foram confirmados numa conferência de imprensa da polícia moçambicana, refere ainda o jornal The Times.

Trata-se do último ataque de uma série de acções que os militantes têm realizado desde 2017 na província de Cabo Delgado, rica em combustíveis. Duas mil pessoas foram mortas e quase 430 mil ficaram desalojadas desde que o conflito se iniciou na província maioritariamente muçulmana.

Em Abril, mais de 50 pessoas foram decapitadas ou alvejadas num ataque numa vila em Cabo Delgado, e, no início de Novembro, nove pessoas já tinham sido decapitadas na mesma província.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,10 nov 2020 15:44

Editado porSara Almeida  em  11 nov 2020 7:20

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.