Morreram em Cuba cinco generais históricos nos últimos 10 dias

PorExpresso das Ilhas, Lusa,28 jul 2021 7:47

Cuba testemunhou nos últimos 10 dias a morte de cinco generais que ao longo de várias décadas integraram as forças armadas do país caribenho, divulgaram hoje as agências internacionais.

O óbito mais recente foi o do brigadeiro-general Armando Choy Rodríguez que morreu na segunda-feira aos 87 anos, segundo confirmou a Universidade Central de Las Villas, citada pela agência espanhola EFE, sem dar pormenores sobre a causa de morte.

Nascido em 1934, Choy Rodríguez foi um dos fundadores do Movimento 26 de Julho, movimento revolucionário fundado por Fidel Castro contra o ditador Fulgencio Batista e que teria um papel determinante na Revolução Cubana (1953-1959).

No domingo, o Ministério das Forças Armadas Revolucionárias (Minfar) divulgou a morte de Manuel Lastres Pacheco, um outro general na reserva que lutou como soldado na guerrilha na Sierra Maestra (montanhas no sudeste da ilha caribenha), durante a Revolução Cubana, sob as ordens do comandante Ernesto "Che" Guevara.

Nos dias anteriores, as autoridades cubanas já tinham igualmente anunciado a morte de outros três generais na reserva: Rubén Martínez Puente, Marcelo Verdecia Perdomo e Agustín Peña.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,28 jul 2021 7:47

Editado porAndre Amaral  em  28 jul 2021 15:29

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.