Trabalhadores guineenses protestam contra austeridade

PorExpresso das Ilhas, Lusa,20 nov 2021 8:56

A União Nacional dos Trabalhadores da Guiné-Bissau (UNTG) convocou para hoje uma manifestação para protestar contra a austeridade e o Orçamento Geral de Estado para 2022.

“Vamo-nos manifestar contra a austeridade e contra o Orçamento de Estado para 2022, que não vai resolver os problemas sociais”, afirmou à Lusa o vice-secretário-geral da UNTG, Yasser Turé.

Inicialmente marcado para quarta-feira, o protesto acabou por ser adiado para hoje devido às celebrações do dia das Forças Armadas e da independência, que se assinalaram na terça-feira.

“Queremos um Orçamento de Estado que resolva os problemas sociais”, disse, salientando que o próximo Orçamento de Estado mantém a austeridade e vai ser “outro ano de paralisia”.

Yasser Turé disse que os trabalhadores querem também a reforma da Função Pública, porque é ali que reside o problema.

“Só com a reforma podemos diminuir o défice orçamental. A reforma vai permitir fazer mais poupança e aumentar o salário mínimo”, salientou.

Atualmente, o salário mínimo na Guiné-Bissau é de 50.000 francos cfa (cerca de 75 euros) e a UNTG, principal central sindical do país, tem reivindicado um aumento para 100.000 francos cfa (cerca de 150 euros).

O protesto já foi autorizado pela Câmara Municipal de Bissau, mas, segundo o dirigente sindical, o Ministério do Interior voltou a rejeitar a receção da informação da realização da manifestação.

A central sindical tem convocado, desde dezembro de 2020, ondas de greves gerais na função pública.

Os trabalhadores exigem do Governo, entre outras reivindicações, a exoneração de funcionários contratados sem concurso público, melhoria de condições laborais e o aumento do salário mínimo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,20 nov 2021 8:56

Editado pormaria Fortes  em  20 nov 2021 10:05

pub.

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.