​Sánchez e Macron unidos face a necessidade de pacto europeu

PorExpresso das Ilhas, Lusa,13 jan 2022 14:51

O chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, defenderam hoje a necessidade de a União Europeia (UE) avançar nas negociações para conseguir um pacto sobre migrações e asilo.

Numa conversa por videoconferência, Sánchez e Macron discutiram as prioridades da presidência francesa da UE durante o primeiro semestre deste ano e os preparativos para a cimeira da NATO, marcada para junho em Madrid.

Citadas pela agência noticiosa espanhola EFE, fontes do executivo de Madrid destacaram que a conversa, de 45 minutos, foi a primeira que Macron manteve com um chefe de Estado ou de Governo desde que a França assumiu a presidência da UE no passado dia 01.

Sánchez manifestou a Macron o apoio da Espanha e desejou sorte ao chefe de Estado francês no desempenho da tarefa.

Ao rever os temas prioritários da presidência francesa, os dois governantes detiveram-se numa questão pendente como o Pacto sobre as Migrações e Asilo, em que Espanha e França têm posições comuns.

Sánchez e Macron consideraram necessário que, durante os próximos meses, se avance nas negociações para que se chegue a um acordo entre os 27 em relação ao pacto migratório.

Concordaram também na conveniência de promover a política comum de Segurança e Defesa e em promover a chamada "bússola estratégica", iniciativa para estabelecer a política comum dos parceiros da UE nesses dois domínios, que estão estruturados em quatro áreas (gestão de crises, resiliência, desenvolvimento de competências e parcerias), e que se prevê que seja aprovada em março próximo.

No setor da defesa, Sánchez e Macron analisaram os preparativos para a cimeira da NATO, que decorrerá a 29 e 30 de junho na capital espanhola e que reunirá cerca de 30 chefes de Estado e de Governo, incluindo o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Na cimeira prevê-se que seja aprovado um novo conceito estratégico da Aliança Atlântica para os próximos dez anos.

Os dois dirigentes salientaram também a necessidade de reforçar a ligação transatlântica entre a UE e a NATO para se poder enfrentar com garantias as ameaças.

Sánchez já manifestou apoio às prioridades da França, entre as quais está a recuperação económica após a pandemia do novo coronavírus, na reunião que realizou em Madrid, a 10 de dezembro, com seu homólogo francês, Jean Castex.

Para debater a consolidação de um novo modelo de crescimento, Macron convocou os líderes europeus para uma cimeira extraordinária, em Paris, em março.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,13 jan 2022 14:51

Editado porFretson Rocha  em  14 jan 2022 8:23

pub.

pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.